Aliança estratégica: Red Hat e IBM

Um roteiro aberto a inovações

Parceiras há mais de 17 anos, a IBM e a Red Hat construíram o caminho para comunidades abertas, responsáveis por desenvolver soluções inovadoras de TI e fornecer infraestruturas de TI, permitindo às empresas migrarem suas arquiteturas limitadas para modernos datacenters.

O que estamos realizando juntas

A colaboração abre espaço para soluções poderosas

A parceria entre a Red Hat e a IBM resultou em soluções tecnológicas que beneficiam empresas e grupos de TI em organizações do mundo inteiro. As soluções da Red Hat e da IBM oferecem todos os recursos de que os clientes precisam para construção de uma infraestrutura de TI verdadeiramente resiliente.

O Red Hat® Enterprise Linux® é certificado para executar em todas as plataformas de servidores IBM, incluindo o Power Systems. Juntas, a Red Hat e a IBM ajudam as empresas a transformar totalmente sua TI para atender às necessidades de big data, mobile, cloud, segurança, análises e muitas outras.

Big data e análise

O desempenho aprimorado possibilita consultas mais rápidas ao banco de dados e melhora a capacidade de resposta das soluções corporativas.

Portabilidade de aplicativos

A adição do suporte ao little endian elimina as barreiras da portabilidade e permite a introdução de recursos exclusivos do IBM Power Systems na arquitetura de processamento POWER8.

Economia na cloud

A consolidação da infraestrutura com sistemas POWER8 e soluções de cloud da Red Hat mantém os custos reduzidos sem ter que fazer sacrifícios.

Modernização do datacenter

Entregamos uma infraestrutura robusta, poderosa, flexível e universalmente reconhecida. O IBM z Systems executado no Red Hat Enterprise Linux possibilita uma consolidação de infraestrutura massiva.

Acreditamos que o Red Hat Enterprise Linux, aliado à última geração do IBM Power Systems, oferece a opção ideal para ambientes corporativos que buscam por soluções potentes, que otimizem o desempenho e gerem abertura, possibilidades e flexibilidade.

Jim Totton, vice-presidente, Platform Business Unit, Red Hat

Big data e análises

Big data requer grande potência

O Power Systems com a tecnologia POWER8 e o Red Hat Enterprise Linux oferecem o alto desempenho e a segurança do ambiente de hardware e software que os aplicativos de big data exigem. A diversidade de formatos, desde um soquete até 16 soquetes, possibilita a integração contínua em qualquer ambiente de datacenter.

Os servidores POWER8 proporcionam até:

  • 4x mais threads por núcleo.
  • 4x mais largura de banda da memória.
  • 4x mais cache.

Isso significa uma execução mais rápida dos algoritmos, melhores insights corporativos e carga de dados contínua para obtenção de respostas rápidas.

O trabalho de big data exige diversos processadores, núcleos e threads para propagar as consultas para análises paralelas. Essas cargas de trabalho também precisam de um grande espaço em memória e cache para oferecer o melhor contexto aos insights corporativos. Seja na cloud ou local, uma largura de banda de rede com latência mais baixa é essencial para essas novas demandas.

Doug Balog, gerente geral do IBM Power Systems

Estudo de caso

Dirk Rossman se equipa para atender às demandas dos clientes

A rede de drogarias alemã Dirk Rossman, implementou o Power 770 e o Red Hat Enterprise Linux para tornar as decisões de compra mais eficientes e atualizadas.

Economia na cloud

Controle custos sem deixar de atender as demandas da cloud

Uma combinação de subscrições de hardware e software open source torna a adoção de cloud uma realidade para um número maior de organizações.

Custos iniciais e operacionais mais baixos

Corte os custos da aquisição e manutenção de novos investimentos.

Mais usuários por núcleo

Faça mais uso do seu hardware para obter mais eficiência.

Escalabilidade

Adicione novas cargas de trabalho e ambientes de cloud sem gastar em excesso.

Modernização do datacenter

Eficiência em todo o datacenter

Um mainframe do z Systems consegue substituir centenas de servidores. Além de cortar custos associados com a compra de máquinas, outras economias podem surgir ao:

  • Reduzir a sobrecarga de gerenciamento do sistema.
  • Simplificar a aquisição de software para pacotes com preços por processador e por servidor.
  • Eliminar quantidades significativas de hardware de rede, largura de banda e administração que conectam centenas de servidores.

Implementar o Red Hat Enterprise for Linux for z Systems, permite o uso de processadores mais baratos para cargas de trabalho Linux, reduzindo o custo total do mainframe e aprimorando o uso dos recursos de computação disponíveis.

A escolha de investir na Red Hat foi amplamente baseada no compromisso que a empresa tem com o desenvolvimento contínuo da plataforma e seus sólidos recursos de suporte, principalmente em relação ao suporte do Red Hat Enterprise Linux no mainframe.

Lyle Johnston, arquiteto de infraestrutura do Bank of New Zealand

Estudo de caso

A Met Office prevê uma perspectiva positiva para o Linux no z Systems

O serviço de meteorologia nacional do Reino Unido padronizou e simplificou sua infraestrutura com o Red Hat Enterprise Linux executado em servidores IBM z Systems.

Saiba mais sobre as alianças estratégicas da Red Hat