Tópico

Introdução às aplicações nativas em cloud

Para obter êxito em mercados de ritmo acelerado e voltados para produtos de software, as empresas devem modificar a maneira como projetam, criam e usam aplicações. O desenvolvimento de aplicações nativas em cloud é uma abordagem para criar, executar e aprimorar aplicações com base em tecnologias e técnicas reconhecidas de cloud computing.  

O que são aplicações nativas em cloud?

As aplicações nativas em cloud são um conjunto de serviços com baixo acoplamento, pequenos e independentes. Elas são projetadas para fornecer valor de negócios reconhecidos, como a habilidade de incorporar com rapidez feedbacks do usuário visando melhorias contínuas. Resumindo, o desenvolvimento de aplicações nativas em cloud é uma maneira de criar novas aplicações, otimizar aplicações existentes e conectar todas elas. A meta das aplicações nativas em cloud é fornecer aplicações que os usuários desejam no ritmo exigido pelos negócios.

Mas e quanto à "cloud" em aplicações nativas em cloud? Uma aplicação "nativa em cloud" é criada especificamente para fornecer uma experiência de desenvolvimento consistente e de gerenciamento automatizado em clouds privadas, públicas e híbridas. As organizações adotam cloud computing para aumentar a escalabilidade e a disponibilidade de aplicações. Esses benefícios são alcançados por meio do autosserviço e do provisionamento sob demanda dos recursos, e também pela automação do ciclo de vida da aplicação, desde o desenvolvimento até a produção.

No entanto, para utilizar inteiramente esses benefícios, é necessário adotar uma nova forma de desenvolvimento de aplicações.

O desenvolvimento nativo em cloud é justamente isso: uma abordagem de criação e atualização de aplicações com rapidez que também aprimora a qualidade e reduz o risco. Mais especificamente, é uma maneira de criar e executar aplicações responsivas, escaláveis e tolerantes a falhas em qualquer lugar, seja em clouds públicas, privadas ou híbridas.

Como criar uma aplicação nativa em cloud?

Tudo começa com as pessoas em sua organização e com os processos de automação que os ajudam a colaborar. Isso significa unir as equipes de desenvolvimento e operações com um objetivo compartilhado e feedback regular por meio dos DevOps.

A adoção de containers dá suporte a essas práticas ao oferecer uma unidade de distribuição de aplicações ideal e um ambiente de execução autocontido. Com DevOps e containers, é mais fácil lançar e atualizar aplicações como uma coleção de serviços com baixo acoplamento, como os microsserviços, do que esperar por um único lançamento em larga escala.

O desenvolvimento nativo em cloud concentra-se na modularidade da arquitetura, no acoplamento flexível e na independência de seus serviços. Cada microsserviço implementa um recurso de negócios, executa seu próprio processo e comunica-se por meio de interfaces de programação de aplicações (APIs) ou sistemas de mensageria.

No entanto, nem sempre você tem de começar com os microsserviços para acelerar o fornecimento de aplicações como parte das aplicações nativas em cloud. Muitas organizações ainda podem otimizar suas aplicações legadas usando uma arquitetura pragmática e baseada em serviço. Esta otimização recebe o suporte de fluxos de trabalho de DevOps como integração contínua e distribuição contínua (CI/CD) e operações de desenvolvimento totalmente automatizadas.

DevOps

DevOps is an approach to culture, automation, and platform design intended to deliver increased business value and responsiveness.

Understanding DevOps

Microservices

A microservices architecture breaks apps down into their smallest components, independent from each other.

Understanding microservices

APIs

An application programming interface (API) is a set of tools, definitions, and protocols for building application software. They connect products and services without having to know how they're implemented.

Understanding APIs

Containers

Containers allow apps to be packaged and isolated with their entire runtime environment, making it easy to move them between environments while retaining full functionality.

Understanding containers

Por que criar aplicações nativas em cloud com a Red Hat?

Independentemente do seu setor, seja telecomunicações, bancário, saúde ou até mesmo pecuário, sua organização agora também é uma empresa de software, que prioriza as aplicações na estratégia de negócios. A transformação para um negócio voltado para software requer mais rapidez no desenvolvimento e na disponibilização de novas aplicações para usuários que esperam qualidade superior. Essa não é uma tarefa fácil. A Red Hat acredita que é necessário investir em processos, infraestrutura e arquitetura para permanecer competitivo em mercados modernos que evoluem rapidamente.

Para viabilizar essas mudanças, a Red Hat acredita que as organizações precisarão de uma nova plataforma que possibilite implementar melhorias na arquitetura, na infraestrutura e nos processos. O objetivo final é conseguir disponibilizar aplicações de qualidade superior com mais rapidez.

Muitas empresas sabem que precisam acelerar os lançamentos de novos produtos e serviços e aumentar a confiabilidade. Isso pode ser feito por meio de abordagens como arquitetura de microsserviços e ferramentas de operações e desenvolvimento mais modernas. Historicamente, um dos maiores desafios tem sido criar o roadmap necessário para mudar os ambientes legados. O OpenShift Application Runtimes ajuda a simplificar essa transformação, além de reduzir o esforço e os riscos ao implementar o desenvolvimento nativo em cloud.

Quais processos é possível acelerar com as aplicações nativas em cloud?

Criar aplicações nativas em cloud significa alterar o modo como suas equipes se relacionam, além de adicionar ferramentas e processos para oferecer suporte a elas. Além de facilitarem a criação de aplicações para ambientes de sistemas distribuídos, essas alterações fornecem às equipes o necessário para agilizar as operações de negócios.

Delivery

Apps get to customers faster when they can take advantage of a cloud-native environment.

Change

A cloud-native app will adapt quicker to changing markets and customer needs.

Development

New business opportunities mean you need new features and apps ASAP. Agile teams can develop cloud-native apps to meet time constraints.

Innovation

You need to innovate across your organization, and switching to a cloud-native development model frees up teams to do so.

The foundation you need for cloud-native apps

Cloud computing

A container and Kubernetes platform for faster deployment of cloud-native applications.

Cloud computing

A selection of application runtimes and frameworks well-suited for developing cloud-native apps.

Você pode fazer muito mais com aplicações nativas em cloud