História de sucesso

O Banco Azteca reduz os custos de infraestrutura em 40%

O Banco Azteca é um dos maiores bancos do México. Para preparar seu ambiente de TI para o crescimento futuro, a empresa trabalhou com a Red Hat® Consulting e a Red Hat Training para mudar de uma infraestrutura UNIX proprietária para um ambiente totalmente padronizado executado no Red Hat Enterprise Linux®. Os resultados foram impressionantes, incluindo uma redução de 40% nos custos de manutenção e suporte, uma queda de 99% nos erros de aplicativos, um aprimoramento de 50% nos tempos de resposta de aplicativos e uma redução de 40% nos custos de infraestrutura.

Cliente desde

2009

Cidade do México, México

Setor de serviços financeiros

Objetivo

Arquitetura herdada padronizada para melhorar a segurança, reduzir erros de aplicativos e suportar o crescimento a longo prazo.

Hardware

  • 500 servidores em um processador Intel com 40 núcleos

O Red Hat Enterprise Linux fornece uma solução robusta, eficiente e segura com custo baixo. Quando combinado às outras ofertas Red Hat, ele nos ajuda a fornecer serviços ainda melhores para nossos clientes.

Efraín Carballo, Diretor de Serviços de Tecnologia, Banco Azteca

Base de infraestrutura de TI sólida para crescimento futuro

O Banco Azteca opera em 6 países da América Latina e no Brasil. Com mais de 6,8 milhões de contas de poupança e 9 milhões de contas de crédito, a empresa está entre os maiores bancos do México e continua a crescer em ritmo acelerado.

Esse tipo de crescimento representa um importante desafio de TI. Em 2009, a equipe do Banco Azteca começou a procurar uma plataforma padronizada que pudesse suportar com eficácia um número crescente de transações em grande escala. Eles estavam preocupados com o perceptível aumento de erros dos aplicativos, o que fazia com que alguns clientes não conseguissem fazer depósitos ou validar suas identidades. Após uma revisão completa das opções disponíveis no mercado, a equipe de TI determinou facilmente que o melhor a fazer era migrar de uma infraestrutura proprietária para uma plataforma open source mais econômica.

Plataforma mais segura e escalável com maior desempenho

O Banco Azteca migrou de uma combinação de sistemas operacionais UNIX para um ambiente totalmente padronizado, com 500 servidores HP e Intel executados no Red Hat Enterprise Linux. Além disso, o Red Hat JBoss Enterprise Application Platform ajuda a garantir que os aplicativos do Banco Azteca sejam sempre executados da maneira mais eficiente possível.

As tecnologias Red Hat servem como base econômica para crescimento futuro, permitindo ao Banco Azteca flexibilidade e escalabilidade necessárias para atender às mudanças de necessidades dos clientes — e desempenho para atender e superar as expectativas atuais dos usuários. "O Red Hat Enterprise Linux fornece uma solução robusta, eficiente e segura com baixo custo. Quando combinado às outras ofertas Red Hat, ele nos ajuda a fornecer serviços ainda melhores para nossos clientes", disse Efraín Carballo, diretor de serviços de tecnologia do Banco Azteca.

O Banco Azteca implementou esse novo ambiente com a orientação crucial da Red Hat Consulting, que ajudou a garantir que a nova infraestrutura fosse baseada no melhor design possível para obter desempenho ideal. A Red Hat Training também teve um papel importante na implantação, concedendo aos membros da equipe do Banco Azteca as ferramentas, o conhecimento e, até mesmo, as certificações necessárias para aproveitar ao máximo o novo ambiente.

Em 2014, Jorge Juárez Acevedo, Gerente de TI do Banco Azteca, foi reconhecido como o Profissional do Ano Certificado pela Red Hat. Suas habilidades como Red Hat Certified System Administrator (RHCSA), Red Hat Certified Engineer (RHCE), Red Hat Certified Virtualization Administrator (RHCVA) e Red Hat Certified Datacenter Specialist (RHCDS) forneceram conhecimento prático para ajudar a equipe de TI da empresa a migrar para a nova infraestrutura e continuar mantendo os serviços 24 horas por dia.

Aprimoramentos mensuráveis para o conselho

Os resultados do Banco Azteca foram impressionantes. Os custos de suporte e manutenção foram reduzidos em 40%. Os aplicativos essenciais estão sendo executados mais rápido do que nunca, com o sistema registrando apenas 10 transações lentas por dia. Essa é uma queda enorme em relação à antiga média diária de 1.000 — um aprimoramento de 99%. A migração também permitiu que a empresa limpasse os componentes não usados de seus aplicativos herdados, aprimorando os tempos de resposta em até 50%. Com o uso dos processadores Intel econômicos, o banco também reduziu os custos de infraestrutura em 40%.

E, talvez o mais importante, a experiência do cliente foi consideravelmente aprimorada. O tempo médio de resposta das transações de crédito agora é de menos de um segundo. Além disso, a plataforma da Web segura da Red Hat permite que o banco ofereça relatórios de histórico de crédito da maneira mais segura e confiável possível.

Saiba mais