Não há dúvida de que a nuvem transformou o setor de TI. Essa transformação só se acelerou devido à pandemia, com muitas organizações se apoiando em nuvens híbridas para alcançar o equilíbrio necessário entre velocidade, eficiência e escala oferecido pelas tecnologias nativas em nuvem e a confiabilidade da infraestrutura local existente. Como resultado, a forma como os clientes acessam a tecnologia e os serviços em nuvem evoluiu. Agora, mais do que nunca, os clientes contam com um ecossistema de diversos parceiros para ajudar a orientar seus esforços de transformação e utilizar a TI de várias maneiras para implantar soluções inovadoras.

Ontem ouvimos Paul Cormier fazer referência ao novo normal em TI. Na Red Hat, acreditamos que esse novo normal, e qualquer futuro padrão da TI, são impulsionados e sustentados por um ecossistema de parceiros. Mais especificamente, um ecossistema de parceiros altamente qualificados e alinhados, comprometidos em trabalhar lado a lado com a Red Hat e entre si para proporcionar o sucesso do cliente. Estamos decididamente focados em catalisar a co-criação entre o ecossistema Red Hat e dentro da rede de ecossistemas que nossos parceiros trazem – impulsionados pela colaboração aberta e por tecnologias voltadas à comunidade, componentes essenciais da identidade da Red Hat.

Vamos analisar o que a Red Hat já está realizando com seus parceiros para reforçar a co-criação e o sucesso do cliente por meio da nuvem híbrida aberta.

Pioneiros em nuvem híbrida aberta

Você já nos ouviu dizer isso muitas vezes, e o fato é: a Red Hat é construída com base em ecossistemas. Não estaríamos onde estamos hoje – sendo lídered em tecnologia de nuvem híbrida aberta – sem nosso ecossistema de parceiros.

O IDC prevê que, nos próximos dois anos, 92% dos clientes reconhecerão que é essencial adotar uma abordagem entre ecossistemas para conseguir aplicar e implementar uma estratégia de negócios digital-first com sucesso. Para nós, isso significa que as soluções de ecossistema colaborativo que se baseiam em um conjunto diversificado de tecnologias e serviços são essenciais para ajudar nossos clientes a obter sucesso na era da nuvem híbrida de hoje e no futuro.

No início desta semana, anunciamos uma colaboração em expansão com a Accenture, uma de nossas parceiras mais fortes no desenvolvimento e na inovação conjunta de ofertas de nuvem híbrida. Raj Wickramasing, líder global de plataformas de nuvens híbridas e emergentes da Accenture, e eu, discutimos no Red Hat Summit a visão que compartilhamos e o impacto que trazemos aos clientes:

 

"Nós [Accenture e Red Hat] temos um grande histórico em atender nossos clientes em conjunto e de criar um grande valor de mercado. Há alguns anos, a Accenture reforçou sua aposta no mercado de transformação em nuvem ao investir em nosso negócio Cloud First. O próximo passo em nossa estratégia é olhar além da migração para permitir que nossos clientes realmente cresçam e inovem seus negócios na nuvem. Já não é mais suficiente operar em uma única nuvem ou apenas on-premises... As oportunidades para os clientes acessarem e desenvolverem em nuvem híbrida estão crescendo, e a Red Hat está aqui para apoiá-los em todos os momentos – on-premises, em nuvens públicas, através de marketplaces em nuvem e como serviços gerenciados."

Para Raj, a simplicidade de operação é fundamental. É exatamente isso que pretendemos levar aos clientes — simplicidade no acesso à tecnologias, e serviços que agilizam a operação e a inovação na nuvem híbrida. Além disso, para liberar o todo o valor da nuvem híbrida é preciso desenvolver uma colaboração profunda em um ecossistema diversificado. Trabalhar em conjunto com parceiros como a Accenture, ao mesmo tempo em que trabalha com provedores de nuvem e fornecedores de software, significa que os clientes se beneficiam de recursos em camadas e maior interoperabilidade em uma área de TI heterogênea para realmente transformar seus negócios.

Co-criação na linha de frente

Como mencionei, a noção de co-criação será um tema consistente para a Red Hat e nossa estratégia de ecossistema dos próximos anos. Isso já está acontecendo em nosso ecossistema, de diversas formas, e a Red Hat está comprometida em abrir ainda mais as portas para incentivar a inovação conjunto entre parceiros e seus ecossistemas, promovendo um ecossistema de ecossistemas.
No recente relatório State of Enterprise Open Source, descobrimos que 80% das organizações pesquisadas planejam aumentar o uso de software de Open Source em tecnologias emergentes nos próximos dois anos. Isso não é surpresa, pois continuamos a observar que tem crescido o interesse e a necessidade de soluções para dar suporte à edge computing, IA/ML ou DevOps para nuvem híbrida para modernizar os sistemas de TI.

Hoje tive a oportunidade de entrar em contato com a Intel sobre nossos esforços recentes em cultivar a colaboração e a inovação com os desenvolvedores. Os desenvolvedores estão na linha de frente do aprimoramento de aplicações e tecnologias essenciais aos negócios. Construído no Red Hat OpenShift, o Intel DevCloud permite que os desenvolvedores criem configurações de cargas de trabalho em edge e colaborem diretamente com as equipes de desenvolvedores do cliente. Sobre o nosso trabalho juntos, Arun Gupta, vice-presidente e gerente geral de ecossistema aberto da Intel, disse:

"Ao construir o DevCloud [da Intel] no Red Hat OpenShift, fomos capazes de dar aos desenvolvedores a flexibilidade de testar soluções e realizar benchmarks personalizados em um conjunto diversificado de opções de hardware, porque o OpenShift é, em muitos aspectos, uma plataforma de nuvem híbrida universal. Todos sabemos que a nuvem híbrida tem tudo a ver com escolha e flexibilidade — escolher onde você deseja administrar seus negócios na nuvem, com a flexibilidade de inovar para apoiar o futuro de seus negócios. Esse é o valor que o OpenShift traz para o Intel DevCloud."

Também falamos com a NVIDIA, nossa parceira de longa data, sobre nossos esforços conjuntos para oferecer inovação em inteligência artificial (IA) por meio do Red Hat OpenShift. A IA é uma daquelas inovações que capturam a imaginação e oferecem infinitas possibilidades, mas é uma jornada para transformar isso em resultados de negócios reais  para os clientes. Para ajudar os clientes nessa jornada, a NVIDIA se uniu à Red Hat para oferecer a NVIDIA AI Enterprise e seu laboratório Launchpad AI no Red Hat OpenShift. Justin Boitano, vice-presidente de Enterprise and Edge Computing da NVIDIA, explicou a importância da colaboração para o sucesso da IA:

"Fizemos uma parceria com a Red Hat e parceiros ISV de software, incluindo fornecedores das aplicações MLOps mais recentes, para criar uma série de laboratórios de ciência de dados e IA para que os desenvolvedores e suas equipes de TI ajudem as empresas a alcançar o sucesso… Começamos com a Red Hat em uma jornada para um modelo nativo em nuvem antes de ter um caminho claro…Nosso objetivo é democratizar a IA para os clientes. Então, estamos nos unindo a todo o ecossistema para permitir que nossos clientes resolvam os desafios mais significativos do mundo com IA."

Acesse o Red Hat Summit para saber mais sobre como estamos gerando resultados reais para clientes em todo o mundo. Para as últimas notícias e atualizações, visite a redação do Red Hat Summit.

 

1 Fonte: IDC, The Future of Distribution, Doc # EUR145780620, Abril 2022.

About the author

Stefanie Chiras is Senior Vice President of Partner Ecosystem Success at Red Hat, leading Red Hat’s global partner ecosystem engagement, and plays a critical role in increasing the understanding of the value of Red Hat's product portfolio within the ecosystem, defining the strategy for partnering with Red Hat for customer success. 

Read full bio