Contato
Account Login
Ir para seção

Introdução à modernização de aplicações

Copiar URL

O que é modernização de aplicações?

A modernização de aplicações é um processo que melhora o desempenho de entrega do software na empresa ao atualizar (em vez de substituir) antigos sistemas legados de software. Para muitas organizações, isso envolve colocar cargas de trabalho legadas em uma plataforma moderna de nuvem com base em Kubernetes, além de dividir aplicações monolíticas em pedaços menores como microsserviços. Também é comum adotar novas maneiras de trabalho, como DevOps, engenharia de confiabilidade de sites (SRE) e CI/CD, como parte da modernização de aplicações.

Por que modernizar aplicações legadas?

Muitas organizações acreditam que ter várias práticas de desenvolvimento tradicionais, plataformas subjacentes, tecnologias e cargas de trabalho legadas impedem a inovação e agilidade nos negócios. Isso porque muitos sistemas legados foram desenvolvidos antes do surgimento de cloud computing, práticas de desenvolvimento nativas em nuvem, containers Linux e outros avanços recentes. No entanto, muitas dessas cargas de trabalho ainda são críticas para os negócios e representam investimentos significativos no longo prazo que não podem ser facilmente substituídos ou descontinuados.

Isso coloca as organizações em uma posição difícil, precisando equilibrar a necessidade de manter esses sistemas e o desejo de inovar, atender às novas expectativas do cliente e abordar novas oportunidades. Essas aplicações legadas podem exigir tanto tempo, orçamento e recursos para manutenção que se tornam um obstáculo à inovação.
Além disso, manter aplicações escritas em diferentes linguagens e implantadas em várias plataformas representa um desafio para os recursos, já que um departamento pode estar realizando a manutenção de aplicações monolíticas Java ou serviços em plataformas como .Net ou Cloud Foundry. É possível unificar e padronizar essas aplicações e essas plataformas, mas uma organização precisa adotar uma abordagem de nuvem híbrida aberta para ter sucesso. 
A finalidade da modernização de aplicações é devolver agilidade às aplicações legadas. Para isso, elas são migradas para uma plataforma moderna, os monólitos são divididos em componentes menores e mais fáceis de manter, como microsserviços, práticas de desenvolvimento e implantação de software moderno são aplicadas e o antigo é integrado com o novo.

Quais são as principais tecnologias para a modernização de aplicações?

Muitas estratégias de modernização de aplicações envolvem a migração de aplicações legadas para a plataforma de orquestração de containers Kubernetes. Essa plataforma pode ajudar as organizações a fornecer e gerenciar aplicações nativas em nuvem, legadas e em containers, além daquelas que estão sendo refatoradas em microsserviços.

Uma plataforma Kubernetes revela valor e inovação até mesmo em aplicações legadas existentes críticas para os negócios. A divisão de monolitos em pedaços menores, a migração para entrega e integração contínua, os testes A/B e os recursos de implantação canário possibilitam ciclos mais curtos de lançamento, experimentação de novas ideias e loops menores de feedback. A modernização e migração de cargas de trabalho para Kubernetes define a base para entrega contínua e melhor desempenho de entrega de software.

Uma plataforma Kubernetes é a tecnologia de base que viabiliza muitos desses processos, ferramentas e tecnologias associados à modernização de aplicações:

Automação

O Kubernetes é uma ferramenta de orquestração de containers, ou seja, ele automatiza grande parte dos processos manuais necessários para implantar, gerenciar e escalar aplicações em containers. A automação também é fundamental para uma maneira inovadora de trabalho, como DevOps, e processos que visam ciclos mais rápidos de lançamento, como CI/CD.

Microsserviços

Os microsserviços são uma arquitetura e uma abordagem para escrever software. Com eles, as aplicações são desmembradas em componentes mínimos e independentes. Diferentemente da abordagem tradicional monolítica em que toda a aplicação é criada como um único bloco, os microsserviços são componentes separados que trabalham juntos para realizar as mesmas tarefas.

APIs

As interfaces de programação de aplicações (APIs) estão relacionadas à integração, ou seja, conexão de dados, aplicações e dispositivos em todo o departamento de TI. Assim, as tecnologias que a sua empresa usa podem se comunicar e trabalhar juntas de maneira mais eficiente. Quando as tecnologias não se comunicam entre si ou com soluções de terceiros, há perda de tempo e dinheiro.

Serviços de nuvem

Os serviços em nuvem consistem em infraestrutura, plataformas ou software hospedados por fornecedores terceirizados e disponibilizados aos usuários via internet. Eles viabilizam o fluxo de dados de usuários de clientes de front-end (por exemplo, servidores, tablets, computadores, notebooks e qualquer outro hardware utilizado por usuários) para os sistemas de provedores e vice-versa por meio da Internet.

Qual é a abordagem da Red Hat à modernização de aplicações?

A Red Hat está bem preparada para ajudar as organizações na jornada para o Kubernetes. Com um portfólio abrangente de soluções e serviços para computação em nuvem híbrida, incluindo o Red Hat® OpenShift® (a plataforma de aplicações Kubernetes líder do setor) e uma grande variedade de ambientes de execução para o desenvolvimento e execução de aplicações nativas em nuvem, a Red Hat pode ajudar organizações a migrar e evoluir aplicações antigas e de carga de trabalho para se tornarem arquiteturas nativas em nuvem flexíveis. Isso vai assegurar sua capacidade de reagir nos próximos anos às condições empresariais que estão sempre mudando.

A modernização de cargas de trabalho para uma grande plataforma Kubernetes possibilita uma cadeia de suprimentos segura de software com uma abordagem moderna e escalável que protege todo o stack da plataforma de aplicações, do sistema operacional ao container e à aplicação. A segurança se torna uma parte integrante do ciclo de vida da aplicação, como parte do processo, não uma consequência. E o resultado é um aumento na disponibilidade, escalabilidade e desempenho da aplicação. O Red Hat OpenShift ajuda a assegurar sempre uma experiência de usuário de alto desempenho nas suas aplicações, com serviços para balanceamento de carga, escala automática e autorrecuperação.

Milhares de organizações contam com as soluções de software e os serviços de consultoria da Red Hat para preparar as aplicações e a infraestrutura de TI para o futuro. Para isso, aproveitam a tecnologia de plataforma líder, as ferramentas de modernização e migração, uma metodologia comprovada, serviços que aceleram o sucesso da adoção e um amplo ecossistema de parceiros que a Red Hat oferece.

Leitura recomendada

ARTIGO

Containers x máquinas virtuais

Os containers Linux e as máquinas virtuais são ambientes de computação empacotados que combinam vários componentes de TI e os isolam do restante do sistema.

ARTIGO

O que é orquestração de containers?

A orquestração automatiza a implantação, o gerenciamento, a escala e a rede dos containers.

ARTIGO

O que é um container Linux?

Um container Linux é um conjunto de processos isolados do sistema. Esses processos são executados a partir de uma imagem distinta que oferece todos os arquivos necessários a eles.

Leia mais sobre containers

Soluções Red Hat

Uma plataforma de aplicações para empresas que oferece serviços testados para lançar aplicações na infraestrutura de sua escolha.

Conteúdo adicional

Datasheet

Red Hat OpenShift: tecnologia de container para nuvem híbrida

O Red Hat® OpenShift® é uma plataforma empresarial de containers Kubernetes que ajuda organizações em todo o mundo a criar, implantar, executar, gerenciar e proteger aplicações inovadoras em nuvens híbridas.

Datasheet

Red Hat OpenShift Kubernetes Engine

O Red Hat OpenShift Kubernetes Engine consiste em vários componentes essenciais e totalmente integrados para criação, implantação e gerenciamento de aplicações em containers.

Ebook

Transforme suas aplicações

Conheça as tendências atuais para a transformação de aplicações e como modernizar sua TI usando serviços em nuvem e plataformas de aplicações em nuvem híbrida.

Treinamentos Red Hat

Treinamento gratuito

Running Containers with Red Hat Technical Overview

Treinamento gratuito

Containers, Kubernetes and Red Hat OpenShift Technical Overview

Treinamento gratuito

Developing Cloud-Native Applications with Microservices Architectures