Tópico

Introdução às nuvens

O compartilhamento de recursos por meio de conexões físicas está rapidamente sendo substituído por um método de disponibilização que oferece infraestrutura, serviços, plataformas e aplicações sob demanda em todas as redes.

O que são nuvens?

As nuvens são ambientes de TI que abstraem, agrupam e compartilham recursos escaláveis em uma rede. Normalmente, elas são criadas para capacitar a cloud computing, que é a execução de cargas de trabalho dentro desse sistema. Nuvens e cloud computing não são tecnologias em si.

  • As nuvens são ambientes, locais onde as aplicações são executadas.
  • A cloud computing é uma ação, a execução de uma carga de trabalho em uma nuvem.
  • Tecnologias são coisas, como software e hardware usados para criar e usar nuvens.

Nuvens públicas, privadas, híbridas e multiclouds

Antigamente, a diferença entre as nuvens públicas, privadas, híbridas e multiclouds era facilmente definida pelo local e a propriedade delas. No entanto, isso não é tão simples hoje em dia. Embora tenhamos tentado ao máximo definir os principais tipo de nuvem, fizemos isso já pensando no futuro, pois sabemos que as explicações de ontem podem não ser adequadas para as nuvens de amanhã.

Nuvens públicas

Um ambiente de nuvem criado a partir de recursos sem um proprietário, como um usuário final, que pode ser redistribuído para outros locatários.

Nuvens privadas

Definidas livremente como um ambiente de nuvem dedicado exclusivamente ao usuário final, normalmente localizado dentro do firewall do usuário e às vezes on-premise.

Nuvens híbridas

Ambientes de nuvem variados com algum grau de portabilidade de cargas de trabalho, orquestração e gerenciamento entre elas.

Multiclouds

Um sistema de TI que inclui duas ou mais nuvens, públicas ou privadas, que podem ou não ser conectadas em uma rede.

Criação de nuvens

Não existe uma infraestrutura ou arquitetura de nuvem perfeita. Todas as nuvens exigem um sistema operacional, como Linux®, mas a infraestrutura de nuvem pode incluir uma variedade de bare-metal, virtualização ou software de container que abstrai, agrupa e compartilha recursos escaláveis em uma rede. Por isso as nuvens são melhor reconhecidas pelo que elas fazem em vez do que elas são feitas. Você criou uma nuvem se configurou um sistema de TI que:

  • Pode ser acessado por outros computadores por meio de uma rede
  • Contém um repositório de recursos de TI
  • Pode ser provisionado e escalado com rapidez

Você pode criar uma nuvem privada por sua conta ou usar uma infraestrutura de nuvem pré-empacotada, como o OpenStack®, e há milhares de provedores de nuvem em todo o mundo. Veja alguns dos mais populares:

Logotipo do Alibaba Cloud
Amazon Web Services
Logotipo do Microsoft Azure

Criar uma nuvem híbrida exige um grau de portabilidade de cargas de trabalho, orquestração e gerenciamento. Interfaces de programação de aplicações (APIs) e redes virtuais privadas (VPNs) são a maneira padrão de criar essas conexões. Muitos dos principais provedores de nuvem garantem aos clientes até mesmo uma VPN pré-configurada como parte dos pacotes de assinatura:

Outra maneira de criar uma nuvem híbrida é simplesmente executar o mesmo sistema operacional em todos os sistemas e criar aplicações nativas em nuvem e baseadas em container, que sejam gerenciadas por um mecanismo de orquestração universal, como o kubernetes. O sistema operacional abstrai todo o hardware e a plataforma de gerenciamento abstrai todas as aplicações. Portanto, é possível implantar praticamente qualquer aplicação em quase todos os ambientes, sem implantar novas ferramentas na aplicação, treinar pessoas de novo, dividir o gerenciamento ou sacrificar a segurança.

Serviços em nuvem

Infraestrutura como serviço (IaaS)

A infraestrutura como serviço (IaaS) proporciona recursos em nuvem, como computação, rede e armazenamento em nuvem, aos usuários por meio de uma conexão de rede. Com o crescimento de big data, aplicações mobile e a Internet das Coisas (IoT), houve um aumento nos provedores de armazenamento de dados IaaS, como o DropBox.

Plataforma como serviço (PaaS)

A plataforma como serviço (PaaS) proporciona plataforma de software de aplicações, e toda a infraestrutura de TI necessária para executá-la, aos usuários por meio de uma conexão de rede. É dessa maneira que as plataformas em nuvem normalmente são fornecidas.

Software como serviço (SaaS)

O software como serviço (SaaS) oferece uma aplicação completamente funcional, além de uma plataforma onde ela é executada e todas as suas infraestruturas de TI, aos usuários por meio de uma conexão de rede. É dessa maneira que as aplicações em nuvem normalmente são fornecidas.

Por que escolher a Red Hat?

Porque, seja qual for o tipo de nuvem que você deseja implantar (pública, privada ou híbrida), acreditamos que ela precisa ser open source. São muitas as infraestruturas de nuvem baseadas em Linux® e outros programas de software open source, e essa é definitivamente uma especialidade da Red Hat. Facilitamos a adoção da cloud computing com funcionalidades de automação da nuvem, serviços de consultoria abrangentes e treinamentos hands-on ministrados por instrutores especialistas.

Tudo o que você precisa para criar uma nuvem

Infraestrutura

A plataforma ideal para o desenvolvimento de uma nuvem privada ou para provedores de serviços criarem uma nuvem pública.

Plataforma

A combinação da plataforma de aplicativos em containers com a infraestrutura de nuvem privada ajuda na implantação de containers em todo o stack de TI

Você pode fazer muito mais com a nuvem

O logotipo e a marca nominativa do OpenStack® são marcas registradas/marcas de serviço ou marcas comerciais/marcas de serviço da OpenStack Foundation nos Estados Unidos e em outros países, usadas com a permissão da OpenStack Foundation. Não temos afiliação, endosso ou patrocínio da OpenStack Foundation nem da comunidade OpenStack.