Tópico

Introdução ao OpenStack

O OpenStack® proporciona uma infraestrutura em cloud modular, executável em hardware padrão. Assim, você pode implantar de um só lugar as ferramentas que quiser, no momento que precisar.

O que é OpenStack?

O OpenStack é uma combinação de ferramentas open source (conhecidas como projetos) que usam um pool de recursos virtuais para criar e gerenciar clouds privadas e públicas. Seis desses projetos abordam serviços básicos de cloud computing, como computação, rede, armazenamento, identidade e imagens. Também há mais de uma dúzia de projetos opcionais que podem ser reunidos para criar implantações de cloud exclusivas.

Pense da seguinte forma: na virtualização, recursos como armazenamento, CPU e RAM, são obtidos de uma variedade de programas de fornecedores específicos e divididos por um hipervisor antes de serem distribuídos conforme a necessidade. O OpenStack usa um conjunto consistente de interfaces de programação de aplicativos (APIs) para obter esses recursos virtuais e transformá-los em pools discretos usados para potencializar as ferramentas de cloud computing padrão, com as quais administradores e usuários interagem diretamente.

Dependendo dos recursos que você está virtualizando e os tipos de serviços de cloud que precisa, é possível implantar projetos diferentes usando a arquitetura modular do OpenStack. Dessa forma, você pode projetar uma plataforma de cloud exclusiva. Ele é a base do Red Hat® Cloud Infrastructure, uma solução que permite que sua empresa esteja livre das restrições da infraestrutura tradicional.

O OpenStack é uma plataforma de gerenciamento de virtualização?

Não exatamente. Há várias semelhanças, mas não são a mesma coisa.

É correto dizer que o OpenStack e as plataformas de gerenciamento de virtualização utilizam recursos virtualizados e possuem capacidades para detectar, gerar relatórios e automatizar processos em ambientes de fornecedores diferentes.

No entanto, enquanto as plataformas de gerenciamento de virtualização facilitam a manipulação de recursos e funções de recursos virtuais, o OpenStack, na verdade, usa os recursos virtuais para executar uma combinação de ferramentas. Essas ferramentas criam um ambiente de cloud que atende aos cinco critérios do National Institute of Standards and Technology para a cloud computing: rede, recursos agrupados, interface de usuário, provisionamento de funcionalidades e alocação/controle automático de recursos.1

1 https://www.nist.gov/programs-projects/cloud-computing

O que é possível fazer com o OpenStack?

As distribuições de cloud privada executadas no OpenStack são comprovadamente melhores do que as abordagens do tipo "faça você mesmo". A 451 Research constatou que com apenas 6% de aumento no número de máquinas virtuais (com a ajuda do gerenciamento e instalação fácil do OpenStack), as distribuições do OpenStack geram um valor substancialmente maior do que as clouds privadas criadas por conta própria.

A 451 Research constatou que o uso do OpenStack para a virtualização de funções de rede (NFV), que envolve a separação das principais funções da rede para distribuição entre ambientes, pode se tornar a próxima tendência. Isso está nos planos de quase todos os fornecedores de serviços de comunicação globais pesquisados pela empresa de análises.

O OpenStack é a opção open source favorita para a criação de ambientes de cloud pública. Seja a sua empresa uma corporação multibilionária ou uma startup, você pode usar o OpenStack para configurar clouds públicas com serviços capazes de competir com os maiores provedores.

O OpenStack é uma base estável para clouds públicas e privadas. O uso de containers agiliza a disponibilização de aplicações enquanto simplifica a implantação e o gerenciamento. Ao executar containers no OpenStack, você pode escalar os benefícios e transformar uma única equipe em silo, em uma equipe de operações interdepartamentais em toda empresa.

O que compõe o OpenStack?

A arquitetura do OpenStack é composta de diversos projetos open source. Há seis serviços básicos e estáveis que abrangem computação, rede, armazenamento, identidade e imagens, além de mais de uma dúzia de projetos opcionais em estágios de desenvolvimento. Esses seis serviços básicos constituem a infraestrutura que permite ao restante dos projetos ter acesso a painéis, orquestração, provisionamento de bare-metal, sistema de mensageria, containers e governança.

O Nova é uma ferramenta de acesso e gerenciamento total para os recursos computacionais do OpenStack, incluindo programações, criações e exclusões.

O Neutron conecta redes a outros serviços do OpenStack.

O Swift é um serviço de armazenamento de objetos altamente tolerante a falhas que armazena e recupera objetos de dados não estruturados usando uma API RESTful.

O Cinder oferece armazenamento de blocos persistentes acessível por meio de uma API de autosserviço.

O Keystone autentica e autoriza todos os serviços do OpenStack. Ele também é o catálogo de endpoints para todos os serviços.

O Glance armazena e recupera imagens de disco de máquinas virtuais de uma variedade de locais.

Por que há tantas distribuições de OpenStack?

Apesar de muitos fornecedores oferecerem as próprias variações do OpenStack, trata-se de um projeto open source que é gerenciado pela OpenStack Foundation. Isso significa que, mesmo havendo várias distribuições diferentes no mercado, elas são todas derivadas do mesmo código-fonte. Isso também quer dizer que você pode fazer download, instalar e gerenciar uma implantação de cloud inteiramente baseada no OpenStack usando recursos internos.

No entanto, integrar as dezenas de componentes do projeto pode ser complicado, principalmente devido aos rápidos ciclos de lançamento. Muitas empresas formam parcerias com organizações experientes em OpenStack, buscando auxílio para escolher as ferramentas certas, otimizar os recursos de hardware e manter as operações on-line.

Cinco pontos importantes que você deve saber sobre o OpenStack

  1. A padronização é a sua base
  2. Oferece mais inovação por um custo reduzido
  3. Necessita de suporte de todo o setor
  4. Está provocando mudanças em processos internos
  5. É uma tecnologia em evolução

Por que escolher a Red Hat?

Acreditamos que você deve começar com o código open source e continuar a crescer, assim como o OpenStack foi desenvolvido. O OpenStack é fruto das comunidades open source. Apresentar o open source para as empresas, e treiná-las para aproveitarem ao máximo os recursos do OpenStack, é o que a Red Hat faz de melhor. Somos um dos principais colaboradores corporativos da comunidade OpenStack.

Acreditamos que toda cloud deveria ser aberta, sem códigos proprietários e independentes de fornecedores. Essa filosofia está presente em tudo o que fazemos. Trabalhamos em estreita colaboração com provedores de cloud. Dessa forma, sua empresa pode ter o melhor desempenho, seja qual for a infraestrutura de implantação. Isso também resulta em clouds mais seguras, pois as organizações e empresas dos setores público e privado podem testar e aprimorar a segurança da infraestrutura sem os obstáculos impostos pelos códigos pertencentes a um único fornecedor.

Tudo o que você precisa para começar a usar o OpenStack

Infraestrutura

Uma base escalável e segura para criar e gerenciar uma cloud privada ou pública aberta. Aproveite a inovação dos projetos open source, mantendo uma plataforma estável para a implantação em produção.

Infraestrutura

É o que torna o OpenStack tão eficaz na criação, implantação e suporte de ambientes em cloud. O OpenStack foi desenvolvido para ser executado nesse sistema operacional.

O logotipo do OpenStack® Word Mark e OpenStack são marcas registradas/marcas de serviço ou marcas comerciais/marcas de serviço da OpenStack Foundation nos Estados Unidos e em outros países, usadas com a permissão da OpenStack Foundation. Não temos afiliação, endosso ou patrocínio da OpenStack Foundation nem da comunidade OpenStack.

Você pode fazer muito mais com o OpenStack