Pesquisar
Português
Português
Login Account
Login / Registre-se Account
Websites

Tópico

Introdução ao OpenStack

O OpenStack® oferece uma infraestrutura em nuvem modular e executável em hardware padrão. Assim, você pode implantar as ferramentas que quiser, no momento que precisar, tudo a partir de um único ambiente.

O que é OpenStack?

O OpenStack é uma plataforma open source que usa recursos virtuais agrupados para criar e gerenciar nuvens públicas e privadas. As ferramentas que abrangem a plataforma OpenStack, chamadas de "projetos", lidam com os serviços essenciais de cloud computing: computação, rede, armazenamento, identidade e imagem. É possível empacotar mais de uma dúzia de projetos para criar uma nuvem única e implantável.

Na virtualização, recursos como armazenamento, CPU e RAM são obtidos de uma variedade de programas de fornecedores específicos e divididos por um hipervisor antes de serem distribuídos conforme a necessidade. O OpenStack usa um conjunto consistente de interfaces de programação de aplicações (APIs) para abstrair ainda mais esses recursos virtuais e transformá-los em pools distintos que são usados no funcionamento das ferramentas de cloud computing padrão com as quais administradores e usuários interagem diretamente.

O OpenStack é apenas uma plataforma de gerenciamento de virtualização?

Não exatamente. Embora as duas soluções sejam parecidas, não são a mesma coisa.

É correto dizer que o OpenStack e as plataformas de gerenciamento de virtualização utilizam recursos virtualizados e possuem capacidades para detectar, informar e automatizar processos em ambientes de fornecedores diferentes.

No entanto, enquanto as plataformas de gerenciamento de virtualização facilitam a manipulação de características e funções dos recursos virtuais, o OpenStack, na verdade, usa os recursos virtuais para executar uma combinação de ferramentas. Essas ferramentas criam um ambiente de cloud que atende a cinco critérios do National Institute of Standards and Technology para a cloud computing: rede, recursos agrupados, interface de usuário, provisionamento de capacidade e alocação/controle automático de recursos.

Como o OpenStack funciona?

O OpenStack é essencialmente uma série de comandos conhecidos como scripts. Esses scripts são reunidos em pacotes chamados projetos que retransmitem tarefas que criam ambientes de cloud. Para criar esses ambientes, o OpenStack utiliza dois outros tipos de software:

  • A virtualização que cria uma camada de recursos virtuais abstraídos do hardware
  • Um sistema operacional de base que executa os comandos dados pelos scripts do OpenStack

Pense desta maneira: o OpenStack não virtualiza recursos sozinho, mas os utiliza para criar clouds. O OpenStack também não executa comandos, mas os retransmite para o sistema operacional de base. Todas as três tecnologias, OpenStack, virtualização e o sistema operacional de base, devem funcionar juntas. Essa interdependência é o motivo pelo qual tantas nuvens OpenStack são implantadas com o Linux®, que é a inspiração por trás da decisão da RackSpace e da NASA de lançar o OpenStack como um software open source.

Os componentes do OpenStack

A arquitetura do OpenStack é composta de diversos projetos open source. Esses projetos são usados para estabelecer a undercloud e a overcloud OpenStack, que são usadas por administradores de sistemas e usuários da nuvem, respectivamente. A undercloud contém os principais componentes que os administradores de sistemas precisam para configurar e gerenciar o ambiente OpenStack disponível aos usuários finais, que é chamado de overcloud.

Há seis serviços básicos e estáveis que lidam com os processos relacionados a computação, rede, armazenamento, identidades e imagens, além de dezenas de projetos opcionais em estágios de desenvolvimento. Esses seis serviços básicos constituem a infraestrutura que permite aos demais projetos ter acesso a painéis, orquestração, provisionamento de bare-metal, sistema de mensageria, containers e governança.

O Nova é uma ferramenta de acesso e gerenciamento total para os recursos computacionais do OpenStack, incluindo programações, criações e exclusões.

O Neutron conecta redes a outros serviços do OpenStack.

O Swift é um serviço de armazenamento de objetos altamente tolerante a falhas que armazena e recupera objetos de dados não estruturados usando uma API RESTful.

O Cinder oferece armazenamento de blocos persistentes acessível por meio de uma API de autosserviço.

O Keystone autentica e autoriza todos os serviços do OpenStack. Ele também é o catálogo de endpoints para todos os serviços.

O Glance armazena e recupera imagens de disco de máquinas virtuais de uma variedade de locais.

O que é possível fazer com o OpenStack?

As distribuições de nuvem privada executadas no OpenStack são comprovadamente melhores do que as abordagens do tipo "faça você mesmo". A 451 Research constatou que com apenas 6% de aumento no número de máquinas virtuais (com a ajuda do gerenciamento e instalação fácil do OpenStack), as distribuições do OpenStack geram um valor substancialmente maior do que as clouds privadas criadas por conta própria.

A 451 Research constatou que o uso do OpenStack para a virtualização de funções de rede (NFV), que envolve a separação das principais funções da rede para distribuição entre ambientes, pode se tornar a próxima tendência. Isso está nos planos de quase todos os fornecedores de serviços de comunicação globais pesquisados pela empresa.

O OpenStack é a opção open source favorita para a criação de ambientes de nuvem pública. Seja a sua empresa uma corporação multibilionária ou uma startup, com o OpenStack, você pode configurar clouds públicas com serviços capazes de competir com os maiores provedores de cloud.

O OpenStack é um alicerce estável para clouds públicas e privadas. O uso de containers agiliza a disponibilização de aplicações enquanto simplifica a implantação e o gerenciamento. Ao executar containers no OpenStack, você pode escalar seus benefícios e transformar equipes individuais em silo, em operações interdepartamentais cobrindo toda a empresa.

Por que usar o Red Hat OpenStack?

Porque estabilizamos o OpenStack para o uso corporativo, nos mantendo fiéis à filosofia open source. Mantemos o OpenStack como uma tecnologia open source. Desse modo, você tem o controle total sobre a infraestrutura de cloud e todos os elementos que dependem dela. É possível modificar uma implantação do Red Hat® OpenStack para que funcione com ou sem qualquer solução de outros fornecedores, pois o código fica em seu poder, em vez de bloqueado por barreiras proprietárias. Além disso, trabalhamos em estreita colaboração com provedores de cloud para que sua empresa tenha o melhor desempenho, seja qual for a infraestrutura da implantação.

Mas não se trata apenas de soluções, suporte, consultoria e treinamentos. Somos seus parceiros para ajudá-lo a implementar uma cultura open source na sua empresa.

Tudo o que você precisa para começar a usar o OpenStack

Infraestrutura

Uma base escalável e segura para criar e gerenciar uma nuvem aberta, seja privada ou pública. Aproveite a inovação dos projetos open source, mantendo uma plataforma estável para a implantação em produção.

Infraestrutura

É o que torna o OpenStack tão eficaz na criação, implantação e suporte de ambientes em nuvem. O OpenStack foi desenvolvido para ser executado nesse ambiente operacional.

O logotipo do OpenStack® Word Mark e OpenStack são marcas registradas/marcas de serviço ou marcas comerciais/marcas de serviço da OpenStack Foundation nos Estados Unidos e em outros países, usadas com a permissão da OpenStack Foundation. Não temos afiliação, endosso ou patrocínio da OpenStack Foundation nem da comunidade OpenStack.

Você pode fazer muito mais com o OpenStack