Cloud computing

Qual é a diferença entre cloud e virtualização?

Virtualização é a tecnologia que cria uma separação entre as funções e o hardware. Por outro lado, as clouds dependem dessa separação. É fácil confundir as duas, principalmente porque ambas envolvem a criação de ambientes utilizáveis a partir de recursos abstratos.


Uma comparação prática

Com a virtualização, um único recurso é capaz de se comportar como se fosse muitos. Já com a cloud computing, diferentes departamentos ou empresas têm acesso ao mesmo pool de recursos provisionados automaticamente (por meio de uma cloud privada ou de uma cloud pública, respectivamente).

Virtualização

Virtualização é uma tecnologia que permite criar vários ambientes simulados ou recursos dedicados a partir de um único sistema de hardware físico. O software chamado hipervisor conecta-se diretamente ao hardware e possibilita a divisão de um único sistema em ambientes distintos, separados e seguros, conhecidos como máquinas virtuais. Essas máquinas virtuais dependem da habilidade do hipervisor em criar uma separação entre os recursos da máquina e o hardware e distribuí-los da forma mais adequada.

Cloud Computing

Cloud computing é um conjunto de princípios e abordagens para disponibilizar aos usuários recursos de infraestrutura de computação, rede e armazenamento, bem como serviços, plataformas e aplicativos sob demanda em qualquer rede. Esses recursos de infraestrutura, serviços e aplicativos são disponibilizados por meio das clouds. Elas são pools de recursos virtuais orquestradas por softwares de gerenciamento e automação para que os usuários possam acessá-las sob demanda, por meio de portais de autosserviço com escalonamento automático e alocação dinâmica de recursos.

VirtualizaçãoCloud
DefiniçãoTecnologiaMetodologia
FinalidadeCriar vários ambientes simulados a partir de um único sistema de hardware físicoAgrupar e automatizar recursos virtuais para o uso sob demanda
UsoDisponibilizar recursos em pacotes a usuários específicos para uma determinada finalidadeDisponibilizar recursos variáveis a grupos de usuários para uma diversidade de finalidades
ConfiguraçãoBaseada em imagemBaseada em modelo
Vida útilAnos (longo prazo)Horas a meses (curto prazo)
CustoDespesas de capital (CAPEX) elevadas, despesas operacionais (OPEX) reduzidasCloud privada: CAPEX elevado, OPEX reduzido
Cloud pública: CAPEX reduzido, OPEX elevado
EscalabilidadeEscala verticalEscala horizontal
Carga de trabalhoCom monitoração de estadoSem monitoração de estado
LocaçãoLocatário únicoMúltiplos locatários

Qual é a solução ideal para minha empresa?

Virtualização

Ao adotar a virtualização, as empresas se tornam mais eficientes quando comparado a cargas de trabalho tradicionais ou aplicativos instalados diretamente no servidor. As organizações podem manter um ambiente seguro usando hardware e softwares internos que são gerenciados pelo departamento de TI. As soluções de virtualização corporativa oferecem suporte para as cargas de trabalho tradicionais ao permitir sua execução em instâncias virtuais de softwares antigos, aos quais essas cargas de trabalho estão vinculadas.

Com a virtualização, as empresas podem criar mais ambientes e recursos, fazendo um aproveitamento maior do hardware. Essa tecnologia permite dividir a capacidade de processamento e os recursos de armazenamento e memória entre ambientes diferentes. Basicamente, isso significa que tais recursos não ficam limitados a instalações físicas e hardwares comuns. Os ambientes virtuais, mesmo compartilhados, são protegidos. Embora os sandboxes individuais de cada desenvolvedor estejam no mesmo servidor físico, eles permanecem isolados de códigos não autorizados e sem controle.

Cloud privada

Com as clouds privadas, as empresas podem disponibilizar recursos sob demanda, sem deixar de aderir às políticas de segurança ou normas que exigem acesso limitado, criptografia complexa e responsabilidade geral sobre o local onde os recursos estão armazenados. As clouds privadas oferecem um suporte mais adequado para as cargas de trabalho sem monitoração de estado e levemente acopladas, como aquelas normalmente presentes nas operações de desenvolvimento, pesquisa e telecomunicações.

Após a virtualização dos recursos, as empresas podem contar com algumas ferramentas open source, como o OpenStack®, para implantar clouds privadas com mais facilidade. O OpenStack usa um conjunto consistente de interfaces de programação de aplicativos (APIs) para abstrair recursos virtuais em pools discretos que alimentam ferramentas padrão de cloud computing. Os principais projetos de OpenStack operam recursos computacionais, rede, armazenamento, identidades e imagens, ou seja, toda a infraestrutura que compõe um ambiente de cloud computing.

Cloud pública

Ao utilizar clouds públicas, as empresas reduzem a necessidade de investir no próprio hardware e em equipes de gerenciamento, pois toda a infraestrutura é gerenciada e de propriedade de um provedor terceirizado. As empresas não são as proprietárias dos gigabites de armazenamento onde é feito o backup dos dados, não gerenciam as operações no farm de servidores onde o hardware está instalado e não determinam como as plataformas, aplicativos ou serviços baseados em cloud são protegidos ou mantidos.

Se o cliente precisar de mais recursos, plataformas ou serviços, basta pagar ao fornecedor da cloud pública por hora ou por byte para ter acesso à quantidade necessária e no momento certo. A infraestrutura, a capacidade de processamento bruto, o armazenamento ou os aplicativos baseados em cloud são virtualizados a partir do hardware do fornecedor, agrupados em data lakes, orquestrados por softwares de gerenciamento e automação e transmitidos ao cliente pela Internet ou usando uma conexão de rede dedicada.

No entanto, as clouds públicas atuais normalmente não são implantadas como uma solução de infraestrutura autônoma. Elas fazem parte de uma mistura heterogênea de ambientes. Isso resulta em mais segurança e desempenho, custos reduzidos e uma maior disponibilidade de infraestruturas, serviços e aplicativos.

Você pode fazer muito mais com a cloud e a virtualização