Login / Registre-se Account

CONTAINERS

O que é virtualização nativa em containers?

A virtualização nativa em containers (agora chamada OpenShift® Virtualization) permite que você execute e gerencie cargas de trabalho de máquinas virtuais junto com as de container. Ela é uma funcionalidade do Red Hat® OpenShift que permite aos desenvolvedores incorporar máquinas virtuais convencionais aos fluxos de trabalho do Kubernetes no Red Hat OpenShift Container Platform.

A virtualização nativa em containers é ideal para equipes que estão adotando o desenvolvimento de aplicações nativas em nuvem e já fizeram grandes investimentos em tecnologias de máquina virtual convencionais. Essa tecnologia viabiliza o desenvolvimento de aplicações em containers ao incorporar as dependências de aplicações virtualizadas ao ambiente de desenvolvimento avançado do Red Hat OpenShift Container Platform e oferecer serviços baseados em máquinas virtuais.

O que a virtualização nativa em containers faz?

O OpenShift Virtualization viabiliza a migração de cargas de trabalho virtualizadas tradicionais diretamente para os fluxos de trabalho de desenvolvimento no Red Hat OpenShift Container Platform. Esse recurso acelera a modernização de aplicações ao:

  • Possibilitar o desenvolvimento de novas aplicações baseadas em microsserviços dentro de containers que interagem com aplicações virtualizadas tradicionais.
  • Combinar cargas de trabalho virtualizadas convencionais a novas cargas de trabalho em containers na mesma plataforma, facilitando a divisão gradual das cargas de trabalho monolíticas e virtualizadas em containers.

Com OpenShift Virtualization, as equipes podem acelerar o desenvolvimento de aplicações em containers ao hospedar as cargas de trabalho baseadas em máquinas virtuais na mesma plataforma das aplicações baseadas em containers. Essa funcionalidade viabiliza a divisão das cargas de trabalho existentes, bem como o uso contínuo de aplicações virtualizadas que são dependências para aplicações conteinerizadas nativas em nuvem. Ao gerenciar cargas de trabalho virtualizadas e em containers como parte de um único fluxo de trabalho que contempla o desenvolvimento e o ciclo de vida de aplicações, as equipes podem gerenciar e implantar aplicações que, atualmente, incluem máquinas virtuais e containers diretamente a partir do Red Hat OpenShift. Existe também a opção de migrar mais componentes dessas aplicações para containers com o passar do tempo.

Como funciona

Quando o OpenShift Virtualization é ativado para um cluster do Red Hat OpenShift, os desenvolvedores podem criar e adicionar aplicações virtualizadas aos próprios projetos usando um catálogo de serviços, da mesma forma como fariam com as aplicações em container. As máquinas virtuais resultantes serão executadas em paralelo nos mesmos nós do Red Hat OpenShift, como os containers de aplicação tradicionais.

O OpenShift Virtualization é uma funcionalidade do Red Hat OpenShift, não uma solução autônoma. Ele está disponível agora no OpenShift 4.5. Se você for um cliente do Red Hat OpenShift, terá acesso a essa funcionalidade como parte da sua subscrição por meio dos operadores do OpenShift.

Como essa funcionalidade se diferencia de outras soluções de virtualização?

O Red Hat Virtualization e o Red Hat OpenStack® Platform gerenciam ambientes de virtualização para casos de uso de datacenter e nuvem privada com relação à infraestrutura de host, incluindo sistemas de rede, armazenamento e computação, e às máquinas virtuais, respectivamente. As máquinas virtuais executadas na virtualização nativa em containers continuam a usar o mesmo hipervisor confiável do Red Hat Enterprise Linux™, KVM, como o Red Hat Virtualization e o Red Hat OpenStack Platform.

Por outro lado, a virtualização nativa em containers é uma funcionalidade oferecida como parte do Red Hat OpenShift. Ela permite aos desenvolvedores importar e desenvolver aplicações usando máquinas virtuais existentes ou novas, juntamente com as aplicações em containers sendo criadas no Red Hat OpenShift Container Platform.

Como a Red Hat pode ajudar?

A virtualização nativa em containers representa uma continuação do compromisso da Red Hat com a popularização do Kubernetes como a tecnologia de orquestração de aplicações do futuro e o padrão comum para a nuvem híbrida aberta.

Nossa solução de virtualização nativa em containers, a virtualização OpenShift, é baseada no projeto KubeVirt. Esse projeto upstream e open source é mantido e desenvolvido por uma comunidade open source que inclui engenheiros da Red Hat trabalhando lado a lado com colegas do setor. A Red Hat pretende continuar participando no desenvolvimento do KubeVirt, especialmente como parte da sua solução empresarial do Kubernetes, o Red Hat OpenShift.

As ferramentas de nuvens de que você precisa

Red Hat Openshift

Uma plataforma de containers para acelerar a implantação de aplicações nativas em nuvem.

Gerencie vários clusters e reforce políticas entre eles em escala.