Account Login
Kubernetes illustration
Jump to section

Por que escolher a Red Hat para a adoção do Kubernetes?

Copiar URL

Os containers fazem a diferença quando se trata de desenvolvimento e implantação de aplicações, reduzindo a complexidade e tornando a portabilidade das aplicações possível em vários ambientes de nuvem, tirando dos desenvolvedores uma barreira para se concentrarem na criação de aplicações com uma experiência de usuário melhor. 

Para manter-se atualizado e inovar no ambiente de negócios, você precisa construir novas aplicações e reestruturar as antigas para torná-las nativas em nuvem. Tudo isso enquanto atende ao fluxo atual de demanda. É um ambiente que requer agilidade e uso estratégico de containers, Kubernetes e tecnologia em nuvem. 

O Kubernetes é uma plataforma de orquestração de containersopen source que automatiza grande parte dos processos manuais necessários para implantar, gerenciar e escalar aplicações em containers. Usando Kubernetes e containers Linux®, você pode aglutinar grupos de hosts que executam esses containers e gerenciá-los com mais facilidade e eficiência, abrangendo nuvens on-premise, públicas, privadas ou híbridas. Por isso, eles são ideais para hospedar aplicações nativas em nuvem, principalmente aquelas que exigem escalabilidade rápida.

A virtualização mudou tudo há 20 anos e ainda atende bem a aplicações monolíticas tradicionais hoje. No entanto, a virtualização oferece poucas vantagens para organizações que já executam aplicações de microsserviços open source, uma vez que a maioria das mesmas funcionalidades são nativas do Linux. A tendência de capacidades nativas em nuvem e containers incentiva as empresas a migrar de uma arquitetura virtualizada sobrecarregada e cara.

Ao contrário das máquinas virtuais (VMs), os containers usam o kernel Linux para gerenciar recursos de computação. Isso significa que cada aplicação tem um container próprio, evitando conflitos de dependência e funcionando em vários ambientes. O Kubernetes orquestra esses containers independentes fazendo o agendamento, balanceamento de carga e gerenciamento de recursos. Isso permite que eles sejam executados como processos isolados com seus próprios recursos. Não se preocupe: o Red Hat® OpenShift® Virtualization permite que os desenvolvedores tragam VMs para fluxos de trabalho em containers

Como muitas equipes estão caminhando para um futuro baseado na nuvem, várias delas estão adotando a automação e os containers como forma de expandir as habilidades e os recursos. O Kubernetes e seus recursos valiosos para gerenciar e orquestrar containers em ambientes de produção, desenvolvimento e teste se consolidaram como um padrão do setor e, portanto, essencial para o entendimento das empresas.

A Red Hat foi uma das primeiras empresas a trabalhar com o criador do Kubernetes, o Google, no projeto mesmo antes do lançamento. Desde então, tornou-se a segunda maior colaboradora do projeto upstream do Kubernetes e uma das primeiras a comercializar uma plataforma empresarial do Kubernetes. 

Com o Red Hat OpenShift, a Red Hat tornou-se líder em tecnologia de container open source, incluindo Kubernetes em uma base do Red Hat Enterprise Linux, criando ferramentas essenciais para proteger, simplificar e gerenciar sua infraestrutura de container. 

O Red Hat OpenShift é o Kubernetes para empresas, incluindo todos os elementos de tecnologia que tornam o Kubernetes mais eficiente e viável. Esses componentes incluem rede, autenticação, monitoramento, segurança e automação, entre outros. 

Ao contrário de outras plataformas de fornecedores que requerem componentes proprietários e processos complexos, o Red Hat OpenShift é uma plataforma única e integrada para equipes de operações e desenvolvimento, que valida plug-ins populares de armazenamento e rede para o Kubernetes e inclui soluções incorporadas de monitoramento, geração de logs e análise de dados.

As cargas de trabalho baseadas em Kubernetes precisam ser móveis e flexíveis para atender às necessidades mutáveis de uma empresa nova ou em expansão. O Red Hat OpenShift opera com todos os produtos Red Hat e com muitas soluções de outros fornecedores, como Docker, Microsoft e AWS. Com isso, é mais fácil escalar e se adaptar à inovação se necessário, além de evitar a dependência de fornecedor. 

 

 

Se quiser usar o Kubernetes hoje, você precisa de uma plataforma que já esteja pronta. Você precisa de velocidade, estabilidade, segurança e escala. E você precisa executá-lo em várias nuvens.

Os containers do Linux são uma base sólida para o Kubernetes porque ajudam a reduzir o conflito entre as equipes de desenvolvimento e operações, dividindo responsabilidades. Os desenvolvedores se concentram em suas aplicações, e as equipes de operações ocupam-se da infraestrutura e de seus elementos. E, como os containers Linux são baseados em tecnologia open source, você terá acesso aos mais recentes avanços tecnológicos e atualizações no momento em que são disponibilizados.

O Red Hat OpenShift automatiza o ciclo de vida da aplicação em container, integrando a segurança ao pipeline do container e trazendo centenas de correções de segurança, defeitos e desempenho com cada versão. 

Algumas distribuições comerciais do Kubernetes podem incluir componentes open source, mas prendem você a uma plataforma proprietária. Uma distribuição realmente open source sempre terá componentes abertos, desde o sistema operacional até o painel serverless.

Com o domínio do Kubernetes e o ecossistema crescente em torno da plataforma, as empresas estão transferindo suas cargas de trabalho para o Kubernetes em um ritmo acelerado. Com o Red Hat OpenShift, a Red Hat oferece uma plataforma Kubernetes empresarial em nuvem híbrida para criar e executar novas aplicações nativas em nuvem e modernizar as existentes.

Leitura recomendada

ARTIGO

Containers x máquinas virtuais

Os containers Linux e as máquinas virtuais são ambientes de computação empacotados que combinam vários componentes de TI e os isolam do restante do sistema.

ARTIGO

O que é orquestração de containers?

A orquestração automatiza a implantação, o gerenciamento, a escala e a rede dos containers.

ARTIGO

O que é um container Linux?

Um container Linux é um conjunto de processos isolados do sistema. Esses processos são executados a partir de uma imagem distinta que oferece todos os arquivos necessários a eles.

Leia mais sobre containers

Soluções Red Hat

Red Hat OpenShift

Uma plataforma empresarial de aplicações em container Kubernetes com um stack completo de operações automatizadas para gerenciar implantações de nuvem híbrida, multicloud e edge.

Conteúdo adicional

Datasheet

Red Hat OpenShift: tecnologia de container para nuvem híbrida

O Red Hat® OpenShift® é uma plataforma empresarial de containers Kubernetes que ajuda organizações em todo o mundo a criar, implantar, executar, gerenciar e proteger aplicações inovadoras em nuvens híbridas.

Datasheet

Red Hat OpenShift Kubernetes Engine

O Red Hat OpenShift Kubernetes Engine consiste em vários componentes essenciais e totalmente integrados para criação, implantação e gerenciamento de aplicações em containers.

Ebook

Transforme suas aplicações

Conheça as tendências atuais para a transformação de aplicações e como modernizar sua TI usando serviços em nuvem e plataformas de aplicações em nuvem híbrida.

Treinamentos Red Hat

Treinamento gratuito

Running Containers with Red Hat Technical Overview

Treinamento gratuito

Containers, Kubernetes and Red Hat OpenShift Technical Overview

Treinamento gratuito

Developing Cloud-Native Applications with Microservices Architectures

Illustration - mail

Quer receber mais conteúdo deste tipo?

Cadastre-se para receber a nossa newsletter Red Hat Shares.