Account Login
3 Containers in the clouds illustration
Jump to section

Orquestração de containers do Windows no Red Hat OpenShift

Copiar URL

Leve aplicações do Windows para o Red Hat OpenShift sem precisar recriá-las.

Os containers são a principal plataforma para o desenvolvimento de aplicações. Idealmente, eles oferecem suporte aos dois principais sistemas operacionais presentes nos datacenters: Red Hat® Enterprise Linux® e Microsoft Windows. Sem um sistema operacional padrão, as aplicações são geralmente colocadas em silos, o que pode causar complexidades no gerenciamento e atraso na modernização das aplicações.

O Windows tem uma longa história como sistema operacional para servidores. Mas, à medida que o desenvolvimento se torna nativo em nuvem, as aplicações tradicionais do Windows migram dos datacenters para a nuvem com a ajuda da tecnologia de containers.

Para evitar recriar essas aplicações do Windows e migrá-las para a nuvem, algumas plataformas de orquestração de containers oferecem suporte para containers do Windows ao mesmo tempo que disponibilizam os benefícios do Kubernetes. Aplicações baseadas em Windows e Linux podem, então, ser gerenciadas lado a lado em uma só plataforma de orquestração de containers, como o Red Hat OpenShift.

Usufrua dos benefícios do Kubernetes, executando suas aplicações Windows de maneira programada, orquestrada e gerenciada com o Red Hat OpenShift. 

O Red Hat OpenShift orquestra tanto o Red Hat Enterprise Linux quanto o Windows para serem executados como os blocos de criação de suas aplicações. Ele é compatível com as principais aplicações .NET, aplicações do framework tradicional do .NET e outras aplicações do Windows por meio do Windows Machine Config Operator (WMCO).

O Windows Machine Config Operator habilitam cargas de trabalho de servidor do Windows em clusters do Red Hat OpenShift 4.6+ na Amazon Web Services (AWS) e no Microsoft Azure. Por meio do cluster do operador, os administradores podem adicionar nós de trabalho do Windows como uma operação de segunda etapa e viabilizar a programação de cargas de trabalho do Windows.

Todas as cargas de trabalho, sejam baseadas em Linux ou Windows, podem ser gerenciadas e visualizadas pelo console de gerenciamento do Red Hat OpenShift.

  • "Lift and shift" simplificado de aplicações Windows
  • Sem necessidade de rearquitetar ou escrever novos códigos
  • Maior densidade e menor custo de implantação
  • Aumento da produtividade e da agilidade de DevOps
  • Portabilidade de apps e dependências

Leia mais

Artigo

O que é um container Linux?

Um container Linux é um conjunto de um ou mais processos organizados isoladamente do restante do sistema. Todos os arquivos necessários para executá-los são disponibilizados por uma imagem individual. Na prática, os containers Linux são portáteis e consistentes durante toda a migração entre os ambientes de desenvolvimento, teste e produção.

Artigo

O que é o Kubernetes?

O Kubernetes é uma plataforma open source de orquestração de containers que automatiza grande parte dos processos manuais necessários para implantar, gerenciar e escalar aplicações em containers. Em outras palavras, se você deseja agrupar os hosts executados nos containers em clusters, o Kubernetes ajudará a gerenciá-los.

Artigo

Fundamentos básicos do Kubernetes

O Kubernetes oferece uma plataforma para programar e executar containers em clusters de máquinas físicas ou virtuais. O Kubernetes pode ajudar a entregar e gerenciar aplicações em containers e nativas em nuvem em escala, e também aplicações reformuladas em microsserviços entre ambientes.

Comece a usar uma plataforma empresarial Kubernetes

Red Hat OpenShift

Uma plataforma empresarial de aplicações em containers Kubernetes com um stack completo de operações automatizadas para gerenciar implantações de nuvem híbrida, multicloud e edge.

Illustration - mail

Quer receber mais conteúdo deste tipo?

Cadastre-se para receber a nossa newsletter Red Hat Shares.