Jump to section

Como migrar do Red Hat OpenShift 3 para o 4

Copiar URL

O Red Hat® OpenShift® 4 inclui novas tecnologias e funcionalidades que resultam em um cluster autogerenciado, flexível e automatizado.

O OpenShift Container Platform 4 traz uma mudança significativa no modo como os clusters do OpenShift Container Platform são implantados, gerenciados e desenvolvidos. Ele inclui novas tecnologias e funcionalidades para desenvolvedores e administradores de cluster.  Entre as novidades do OpenShift 4 estão operadores, execução serverless, service mesh e o Red Hat Enterprise Linux CoreOS (RHCOS), redefinindo as possibilidades para a próxima geração de plataformas Kubernetes. Esta tecnologia permite que aos clusters gerenciar algumas funções sem administradores e oferece aos desenvolvedores a tecnologia necessária para inovar em uma plataforma estável, consistente e simples de instalar e escalar.

  • Os operadores implementam e automatizam atividades comuns de dia 1 (instalação, configuração etc) e dia 2 (reconfiguração, atualização, backup, failover, restauração etc.) em um software executado no seu cluster do OpenShift por meio da integração nativa com APIs e conceitos do Kubernetes.
  • O Red Hat OpenShift Serverless permite que a aplicação consuma apenas os recursos computacionais necessários, aumentando ou reduzindo a escala automaticamente com base no uso. Assim, ele alivia a sobrecarga do desenvolvedor com provisionamento de servidor e manutenção, para que ele possa se concentrar no desenvolvimento de aplicações.
  • O Red Hat OpenShift Service Mesh é um modo de controlar como diferentes componentes de uma aplicação compartilham dados entre si, por meio de uma infraestrutura dedicada, incorporada diretamente nas aplicações. Essa camada de infraestrutura visível pode rastrear a interação entre esses componentes, facilitando a otimização da comunicação e evitando o downtime conforme a aplicação evolui.
  • O Red Hat Enterprise Linux CoreOS combina as atualizações over-the-air (OTA) do Container Linux com o kernel do Red Hat Enterprise Linux, para entregar um host de containers mais seguro e fácil de gerenciável.

O processo de migração do OpenShift 3 para o 4 pode ser concluído em cinco etapas:

  1. Crie um novo cluster executando o OpenShift 4.
  2. Configure o novo cluster do OpenShift 4.
  3. Crie um plano de migração que inclua como lidar com dados das aplicações sendo migradas.
  4. Execute o plano de migração.
  5. Mova sua configuração de balanceador de carga ou DNS para o novo cluster.

A Red Hat criou várias ferramentas novas que unem o melhor dos projetos open source a interfaces de usuário ágeis para simplificar este processo e reduzir a chance de erros humanos. Confira a documentação oficial para saber mais sobre o processo de migração e como usar ferramentas específicas.

Ferramenta de assistência à migração de plano de controle

A ferramenta de assistência à migração de plano de controle ajuda você a configurar o novo cluster do OCP4 que será o destino das aplicações trazidas do cluster do OCP 3. Ela reduz a possibilidade de erro humano no processo de configuração, alinhando as configurações do cluster de origem, quando possível. A ferramenta também possibilita a revisão dos recursos que serão aplicados ao novo cluster.

Kit de ferramentas de migração para containers (MTC)

O kit de ferramentas de migração para containers (MTC) faz a migração de aplicações stateful e stateless do cluster de origem no OCP 3 para o cluster de destino executado no OpenShift mais recente. Ele também faz a migração de aplicações entre clusters do OCP 4 e é instalado no cluster de destino com um operador. Usufrua de fluxos de trabalho simplificados e personalizáveis com uma interface do usuário avançada. Escolha com quais aplicações iniciar e qual abordagem de migração melhor se adapta às suas necessidades e aplicações.

Leia mais

Relatório do analista

The Forrester Wave™: Multicloud Container Development Platforms, terceiro trimestre, 2020

Descubra por que a Red Hat continua a ser líder na contribuição e no desenvolvimento de comunidades open source no ecossistema nativo em nuvem.

Documentação

Migração do OpenShift Container Platform

Veja as instruções completas para migrar seu cluster do OpenShift Container Platform da versão 3 para a 4.

Comece a usar uma plataforma Kubernetes empresarial

Red Hat OpenShift

Uma plataforma empresarial de aplicações em containers Kubernetes com um stack completo de operações automatizadas para gerenciar implantações de nuvem híbrida, multicloud e edge. 

Fale com a nossa equipe

A Red Hat Consulting pode ajudar a simplificar e acelerar o processo de migração para clientes do OpenShift. Agende uma discovery session, onde você trabalhará conosco para criar um plano de migração adequado à sua organização.

Illustration - mail

Quer receber mais conteúdo deste tipo?

Cadastre-se para receber a nossa newsletter Red Hat Shares.