Jump to section

O que é Linux?

Copiar URL

Migre do CentOS Linux para um sistema operacional pronto para a nuvem

Ao fazer a transição do CentOS Linux para outro sistema operacional, é crucial escolher uma solução pronta para a nuvem. Red Hat Enterprise Linux (RHEL) é um sistema operacional open source adaptado a ambientes físicos, virtualizados, de nuvem híbrida, multicloud e também a arquiteruras de edge computing.

O Linux® é um sistema operacional open source. Um sistema operacional é o software que gerencia diretamente os recursos e o hardware de um sistema, como CPU, memória e armazenamento. O sistema operacional intermedeia a comunicação entre as aplicações e o hardware, conectando todos os seus programas aos recursos físicos que executam tarefas.

Pense no sistema operacional como um motor de carro. Ele pode até funcionar sozinho, mas só teremos um carro se ele estiver conectado a transmissão, eixos e rodas. Se o motor tem algum defeito, o resto do carro não funciona direito.

O Linux foi criado para ser semelhante ao UNIX, mas acabou evoluindo e, hoje, é executado em uma ampla variedade de hardwares, de smartphones a supercomputadores. Todo sistema operacional baseado no Linux inclui o kernel do Linux, que gerencia recursos de hardware, e um conjunto de pacotes de software que compõe o resto do sistema operacional. As organizações também podem optar por executar o sistema operacional Linux em um servidor Linux.

O sistema operacional inclui alguns componentes essenciais em comum, como as ferramentas GNU, entre outros. Com essas ferramentas, o usuário pode gerenciar os recursos do kernel, instalar outros softwares, definir configurações de segurança e desempenho e muito mais. Esse pacote compõe um sistema operacional funcional. Como o Linux é um sistema operacional open source, as combinações de softwares podem variar conforme a distribuição dessa solução.

A linha de comando é o que dá acesso direto a um computador. É por ela que você comanda o software para executar ações de hardware que as interfaces gráficas de usuário (GUIs) de "apontar e clicar" não conseguem solicitar. 

As linhas de comando estão disponíveis em muitos sistemas operacionais, proprietários ou open source. No entanto, isso está normalmente associado ao Linux, porque as linhas de comando e o software open source oferecem aos usuários acesso ilimitado aos próprios computadores.

Nossa versão mais recente do Red Hat® Enterprise Linux vem com ainda mais recursos de linha de comando integrados e inclui consoles capazes de empacotá-los em módulos fáceis de usar fora da linha de comando.

Quais são os componentes do Linux?

Kernel

O componente base do sistema operacional. Sem ele, o sistema operacional não funciona. O kernel gerencia os recursos do sistema e se comunica com o hardware. Ele é responsável pelo gerenciamento de arquivos, processos e memória.

Espaço do usuário no sistema

A camada administrativa de tarefas no nível do sistema como instalação de software e configuração. Isso inclui o shell, ou a linha de comando, daemons, processos que são executados em segundo plano e o ambiente da área de trabalho.

Aplicações

Um tipo de software que permite executar tarefas. As aplicações incluem tudo desde ferramentas de área de trabalho e linguagens de programação a suites corporativas com múltiplos usuários. A maioria das distribuições do Linux oferece um banco de dados central no qual é possível fazer pesquisas e download de aplicações adicionais.

O Linux é um sistema operacional open source e gratuito, disponibilizado sob a Licença Pública Geral (GPL) GNU. Qualquer pessoa pode executar, estudar, modificar e redistribuir o código-fonte, ou até mesmo vender cópias do código modificado, desde que faça isso sob a mesma licença.

O Linux se tornou o maior projeto de software open source do mundo. Programadores e desenvolvedores profissionais e amadores de todo o mundo contribuem com o kernel do Linux, encontrando e corrigindo bugs e falhas de segurança, adicionando funcionalidades, aplicando patches em tempo real e dando novas ideias. Tudo isso enquanto compartilham suas contribuições com a comunidade.

O Linux é a base do stack da TI moderna, e a Red Hat é uma das principais colaboradoras do kernel do Linux e das tecnologias associadas nas comunidades open source. Nossos engenheiros ajudam a aprimorar as funcionalidades, a confiabilidade e a segurança para assegurar que sua infraestrutura tenha um desempenho continuamente estável, seja qual for o caso de uso e a carga de trabalho.

O Red Hat Enterprise Linux oferece um sistema operacional padrão para todas as suas atividades corporativas em qualquer ambiente, capacitando as aplicações que operam o seu negócio a funcionar em bare-metal, ambientes virtuais, containers e nuvens privadas e públicas. E mais: os clientes que executam o Red Hat Enterprise Linux obtêm vantagens econômicas de mais de US$ 1 trilhão a cada ano. Isso tudo por conta do sistema operacional.

Leitura recomendada

Artigo

O que é Linux?

O Linux é um sistema operacional open source composto por um kernel, que é sua base, e ferramentas, aplicações e serviços empacotados com ele.

Artigo

O que é SELinux?

O Security-Enhanced Linux (SELinux) é uma arquitetura de segurança para sistemas Linux® que permite que administradores tenham mais controle sobre quem pode acessar o sistema.

Artigo

O que é o kernel do Linux?

O kernel é o componente principal de um sistema operacional Linux e a interface central entre o hardware e os processos executados por um computador.