Login / Registre-se Account

Cloud computing

O que é uma nuvem privada?

Nuvens privadas são ambientes de nuvem dedicados exclusivamente ao usuário final, normalmente localizados por trás do firewall do usuário. Embora tradicionalmente as nuvens privadas sejam executadas on-premise, as organizações agora estão criando essas nuvens em datacenters alugados, de propriedade do fornecedor, em locais off-premise.

Todas as nuvens se tornam privadas quando a infraestrutura de TI subjacente é dedicada exclusivamente ao uso de um único cliente que tem acesso totalmente isolado a ela.


Como as nuvens privadas funcionam?

As nuvens privadas dependem de variadas tecnologias. No entanto, entender como a virtualização funciona é essencial para compreender a operação de uma nuvem privada. A nuvem privada usa tecnologia de virtualização para combinar recursos de um hardware físico em pools de recursos compartilhados. Dessa maneira, não é necessário que a cloud crie ambientes virtualizando um recurso por vez a partir de um grupo de sistemas físicos diferentes. Um script de processo de TI pode facilmente capturar todos os recursos de uma única fonte, como um supermercado de dados.

Adicionar uma camada de software de gerenciamento confere controle administrativo sobre infraestrutura, plataformas, aplicações e dados a serem usados na cloud. Isso ajuda os administradores da cloud a monitorar e otimizar o uso, supervisionar os pontos de integração e reter ou recuperar dados. Quando a camada final de automação for inserida para substituir ou reduzir a interação humana com instruções e processos repetíveis, o componente de autosserviço da nuvem estará concluído e todas as tecnologias juntas, finalmente, formarão uma nuvem privada.

Como construir uma nuvem privada

Infraestrutura de nuvem refere-se aos componentes necessários para a cloud computing. Os elementos básicos da infraestrutura de nuvem são os mesmos, seja em uma nuvem privada, pública ou combinação de ambas.

Todas as nuvens precisam de um sistema operacional, como o Linux®, mas a infraestrutura pode incluir uma variedade de elementos de bare-metal, virtualização ou software de containers para abstrair, agrupar e compartilhar recursos escaláveis em uma rede.

Você pode criar uma nuvem privada por conta própria, usando recursos dedicados exclusivamente à sua empresa, ou usar uma infraestrutura de nuvem pronta, como o OpenStack®.


Nuvens privadas gerenciadas

No caso da nuvem privada, a empresa é totalmente responsável por todos os custos envolvidos. É a sua equipe que gerencia e mantém toda a infraestrutura subjacente. No entanto, há alguns fornecedores que oferecem nuvens privadas como parte de uma abordagem gerenciada.

Ao optar pela nuvem privada gerenciada, o cliente pode criar e usar uma nuvem privada que será implantada, configurada e gerenciada pelo fornecedor terceirizado. Essa é uma opção que auxilia as empresas com poucos funcionários ou com equipes de TI sem a qualificação necessária para fornecer infraestrutura e serviços adequados aos usuários, pois elas não terão que enfrentar a complexidade de gerenciar a nuvem privada por conta própria.

A infraestrutura de TI em bare-metal usada pelos provedores de nuvem também pode ser abstraída e vendida como infraestrutura como serviço (IaaS), ou ser desenvolvida e oferecida como plataforma como serviço (PaaS).

 


Por que usar nuvens privadas?

As clouds privadas são a solução ideal para os líderes de TI que desejam disponibilizar recursos corporativos sob demanda, mas não podem (ou não querem) migrar para a nuvem pública. O motivo disso pode estar conectado às políticas de segurança, ao orçamento, aos requisitos de conformidade ou às normas reguladoras, como aquelas que governam os setores de saúde e serviços financeiros.

As empresas desses setores usam protocolos de criptografia e firewalls para proteger os sistemas de TI. No entanto, as clouds privadas adicionam um nível extra de segurança, em comparação às clouds públicas, devido ao acesso ser limitado.

A decisão de investir ou não em uma infraestrutura de nuvem privada também depende do suporte que as cargas de trabalho requerem. As soluções de virtualização corporativa oferecem um bom suporte para as cargas de trabalho tradicionais com monitoração de estado. No entanto, para as cargas de trabalho stateless e levemente acopladas, normalmente presentes nas operações de desenvolvimento, pesquisa e telecomunicações (principalmente na virtualização de funções de rede), as nuvens privadas oferecem um suporte mais adequado.

Benefícios da nuvem privada 

As nuvens privadas reduzem as instâncias de capacidade pouco utilizada. Com elas, as empresas podem configurar e reconfigurar automaticamente os recursos da forma que desejar, pois eles não estão limitados pelas instalações físicas. 

As nuvens privadas oferecem outros benefícios, tais como:

  • Capacidade de infraestrutura ampliada para processar grandes demandas computacionais e de armazenamento
  • Serviços sob demanda por meio de interfaces de autosserviço e gerenciamento baseado em políticas
  • Alocação eficiente de recursos com base nas necessidades dos usuários
  • Maior visibilidade dos recursos em toda a infraestrutura

Armazenamento em nuvem privada

O Big Data e a Internet das Coisas (IoT) tornaram o armazenamento em nuvem privada ainda mais importante para as empresas, principalmente em uma época que o valor de um byte só é verdadeiramente reconhecido muito depois de ser criado. As clouds privadas usam algo chamado armazenamento definido por software (SDS) para arquivar e classificar dados. O Ceph é uma das soluções de SDS mais comuns para clouds privadas, principalmente aquelas implantadas com OpenStack®. Ceph é o projeto open source que serve como base para o Red Hat Ceph Storage. A solução é excelente para as clouds porque reúne armazenamento de arquivos, objetos e blocos em um único conjunto de recursos.


Por que escolher a Red Hat?

Porque cada configuração de nuvem privada é única e criá-la sozinho pode custar caro. É por isso que desenvolvemos um conjunto de soluções que permitem criar uma nuvem privada única, não importa o estágio tecnológico em que a sua empresa esteja. Sua empresa já possui uma infraestrutura virtual? O Red Hat OpenStack Platform pode ser executado nos recursos virtuais já implantados. Deseja executar containers nas clouds? Isso é possível com o Red Hat Cloud Suite. E como benefício adicional, você pode contar com o nosso suporte posteriormente, para ajudá-lo na implantação da cloud e manter a sua produtividade.

Tudo o que você precisa para implantar uma nuvem privada

Red Hat Cloud Suite

Uma combinação de tecnologias Red Hat totalmente integradas para criar e gerenciar nuvens privadas open source.

Red Hat Openstack Platform

Uma infraestrutura em nuvem executável em hardware padrão. Assim, você pode implantar as ferramentas de nuvem privada que quiser, no momento que precisar, tudo a partir de um único ambiente.

Você pode fazer muito mais com as nuvens privadas

  1. A marca nominativa e o logotipo do OpenStack® são marcas registradas/marcas de serviço ou marcas comerciais/marcas de serviço da OpenStack Foundation nos Estados Unidos e em outros países, usadas com a permissão da OpenStack Foundation. Não temos afiliação, endosso ou patrocínio da OpenStack Foundation nem da comunidade OpenStack.