Contato
Account Login
Jump to section

O que é a PaaS?

Copiar URL

Plataforma como serviço (PaaS) é uma forma de cloud computing em que a plataforma de software de aplicações é fornecida por terceiros. Direcionada principalmente para desenvolvedores e programadores, a solução de PaaS permite ao usuário desenvolver, executar e gerenciar aplicações sem ter o trabalho de criar e manter a infraestrutura ou plataforma que normalmente está associada a esses processos.

As plataformas PaaS podem funcionar na nuvem ou na infraestrutura on-premise. Em ofertas gerenciadas, um provedor de PaaS hospeda os componentes de hardware e software na sua infraestrutura, fornecendo essa plataforma ao usuário como uma solução integrada, um stack de soluções ou um serviço por meio de uma conexão com a Internet.

Para casos de uso de desenvolvimento nativo em nuvem, uma PaaS baseada em Kubernetes pode funcionar como a plataforma na qual as aplicações baseadas em container podem ser executadas, escaladas e gerenciadas. Por exemplo, as edições de serviços em nuvem do Red Hat® OpenShift®  são ofertas gerenciadas de PaaS.

Em termos gerais, "como serviço" refere-se a um serviço fornecido por terceiros para que sua empresa possa se concentrar no que realmente importa, como desenvolvimento de código e relacionamento com clientes. Outras duas opções de "como serviço" são a infraestrutura como serviço (IaaS) e o software como serviço (SaaS).

IaaS significa que um provedor gerencia a infraestrutura para você – servidores, a rede, a virtualização e o armazenamento – por meio de uma nuvem. O usuário pode acessá-la por meio de uma interface de programação de aplicações (API) ou painel de controle. Em suma, a infraestrutura é alugada. O usuário gerencia componentes como sistema operacional, aplicações e middleware, enquanto um provedor cuida do hardware, da rede, dos discos rígidos, do armazenamento e dos servidores, sendo também o responsável por corrigir interrupções, fazer reparos e solucionar problemas de hardware.

Em uma solução de SaaS, o provedor gerencia uma aplicação por você. É ele que realiza atualizações, correções de bugs e outras tarefas gerais de manutenção do software. O usuário precisa apenas se conectar à aplicação por meio de um navegador web ou de uma API. Esse tipo de solução também elimina a necessidade de ter uma aplicação instalada localmente em cada computador.

Os benefícios de usar um ambiente de PaaS incluem não precisar manter servidores, atualizar o software de infraestrutura e criar uma plataforma personalizada para construir sua aplicação. Um provedor PaaS pode hospedar a plataforma e fornecer o ambiente para a execução de aplicações.
 
As equipes de software podem desenvolver e implantar as aplicações sem ter que se preocupar com a manutenção e atualização da infraestrutura subjacente. Isso abre caminho para mais oportunidades de desenvolvimento e inovação, pois reduz as distrações e o volume de trabalho de configuração e codificação da infraestrutura. Além disso, uma solução de PaaS permite maior escalabilidade e facilita a migração, já que ela existe na nuvem.

As organizações que escolhem ambientes de PaaS para o desenvolvimento de aplicações podem desfrutar de diversos benefícios.

  • Usar as habilidades e investimentos existentes: os desenvolvedores podem acessar os sistemas operacionais, middleware, frameworks e outras ferramentas de desenvolvimento necessárias e usar as linguagens que conhecem para codificar rapidamente.
  • Reduzir os custos: com a PaaS, você paga pelo que usa em vez de ter que investir em grandes quantidades de infraestrutura computacional on-premise que talvez fique ociosa na maior parte do tempo.
  • Encurtar os ciclos de desenvolvimento de aplicações: a PaaS pode ajudar as equipes de desenvolvimento a acelerar a criação de aplicações e reduzir o tempo necessário para implantar novos softwares.
  • Viabilizar DevOps eficaz:  as estratégias de DevOps reúnem desenvolvedores e equipes de operações de TI para que você possa criar e implantar aplicações rapidamente por meio de entrega contínua.
  • Manter as medidas de segurança: Um provedor de PaaS pode assegurar que as decisões relacionadas às práticas de segurança sejam gerenciadas de maneira uniforme. Os serviços baseados na nuvem contam com equipes altamente qualificadas que se concentram exclusivamente na segurança.
  • Aumentar a produtividade: os desenvolvedores podem obter rapidamente as ferramentas e os recursos necessários por meio de funcionalidades de autosserviço. Os ambientes de desenvolvimento são provisionados automaticamente, de modo que as equipes possam se concentrar em trabalhos que agregam valor em vez de no gerenciamento da infraestrutura.

As empresas que tentam se adaptar às rápidas mudanças nos negócios têm uma grande combinação de ferramentas e estratégias a considerar, algumas das quais têm um pequeno impacto. No entanto, um ecossistema de plataforma pode ser uma ferramenta central que apoia a transformação de formas significativas.

Uma plataforma não se trata apenas de tecnologia, mas também de pessoas e processos. Um ecossistema de plataforma consiste em uma plataforma digital, uma equipe que a cria e a gerencia

como um produto e uma comunidade de plataformas que ajuda o ecossistema a prosperar e cumprir um propósito sustentável.

A plataforma digital, que em muitos casos é uma PaaS, é um ponto central da transformação. Uma plataforma digital funciona como uma base que consiste em APIs de autosserviço, ferramentas, serviços, conhecimento e suporte que são organizados como um produto interno atrativo. 

As equipes autônomas de desenvolvimento e entrega podem usá-la para oferecer funcionalidade de negócios mais rápido e com menor coordenação. E a plataforma digital empresarial pode ser utilizada como uma interface para diferentes equipes voltada a melhorar a comunicação e a colaboração ao mesmo tempo que reduz a necessidade de coordenação de pouca flexibilidade. 

Se usada de forma eficiente, ela pode reduzir a carga cognitiva da equipe técnica que está sobrecarregada pelos prazos de entrega e pelas dívidas técnicas crescentes, dois dos muitos obstáculos para a transformação. E isso pode incentivar o aprendizado e novos comportamentos.

Há algumas coisas que você precisa ter em mente ao escolher uma solução de PaaS:

  • Quais as funcionalidades incluídas? Sua aplicação vai funcionar nela? Conforme sua aplicação evolui e agrega mais usuários, é necessário ter certeza de que a solução do provedor escolhido proporcione a escalabilidade e as opções de que você precisa.
  • A solução está otimizada para a linguagem e o framework que você usa? Se não estiver, você poderá ter problemas com os ambientes de execução.
  • O provedor continuará ativo enquanto você precisar dele? Verifique se o provedor tem um histórico de estabilidade e confiança com os clientes para ter certeza de que ele não deixará de cumprir as obrigações com você.
  • Qual a estimativa de usuários para a aplicação? Quanto maior o número de usuários e a especificidade do código, mais lenta poderá ser a execução da aplicação. Também será mais difícil migrar para outro provedor de serviços, se necessário.

As soluções Red Hat proporcionam segurança, apoio da comunidade e décadas de experiência, com flexibilidade para crescer e expandir na mesma velocidade das suas ideias. Com nossos stacks de aplicações sob demanda e templates de aplicações de início rápido, você pode começar a criar sua própria aplicação com apenas um clique.

As ofertas de PaaS do Red Hat OpenShift incluem o Red Hat OpenShift Service on AWS, o Microsoft Azure Red Hat OpenShift e o Red Hat OpenShift Dedicated.

Com o Red Hat OpenShift, você pode automatizar o gerenciamento do ciclo de vida para ter mais segurança, soluções operacionais personalizadas e portabilidade de aplicações. Você também pode padronizar os fluxos de trabalho de desenvolvedor, otimizar a entrega, oferecer compatibilidade com vários ambientes e viabilizar a integração contínua com controle automático de versões. O Red Hat Marketplace oferece implantação automatizada de softwares certificados em qualquer cluster do Red Hat OpenShift.

Além disso, o Red Hat OpenShift prioriza a segurança, conta com uma plataforma de Kubernetes com suporte e inclui consultoria e treinamento oferecidos por especialistas para os clientes que precisam de mais ajuda.

Leitura recomendada

ARTIGO

O que é gerenciamento de nuvem?

Saiba mais sobre as características do gerenciamento de nuvem e como uma plataforma específica para essa finalidade pode ajudar sua empresa.

ARTIGO

O que são serviços de TI gerenciados?

Serviços gerenciados são uma forma de transferir tarefas gerais para um especialista, de modo a reduzir custos, melhorar a qualidade do serviço ou liberar equipes internas para que possam realizar tarefas específicas da sua empresa.

ARTIGO

O que são serviços em nuvem?

Os serviços em nuvem consistem em infraestrutura, plataformas ou software hospedados por fornecedores terceirizados e disponibilizados aos usuários via internet.

Leia mais sobre cloud computing

Soluções Red Hat

Uma plataforma para virtualização de hardware que organiza esses recursos em nuvens.

Uma plataforma empresarial de aplicações em container Kubernetes com um stack completo de operações automatizadas para gerenciar implantações de nuvem híbrida, multicloud e edge computing.

Os consultores estratégicos da Red Hat fornecem uma visão geral da sua organização, analisam os desafios e ajudam a superá-los com soluções abrangentes e econômicas.

Conteúdo adicional

Ebook

Ebook: Estratégia de nuvem híbrida para leigos

VÍDEO - THE SOURCE TV

O futuro da nuvem: a evolução das soluções cloud

Aprenda mais sobre a evolução e o futuro das soluções em nuvem com os especialistas da Red Hat

Ebook

Tecnologia nativa em nuvem e a nuvem híbrida: um guia estratégico

Treinamentos Red Hat

Treinamento gratuito

Red Hat OpenStack Technical Overview

Illustration - mail

Quer receber mais conteúdo deste tipo?

Cadastre-se para receber a nossa newsletter Red Hat Shares.