Account Login
Jump to section

O que são serviços em nuvem?

Copiar URL

Os serviços em nuvem consistem em infraestrutura, plataformas ou software hospedados por fornecedores terceirizados e disponibilizados aos usuários via Internet. 

Eles viabilizam o fluxo de dados de usuários de clientes de front-end (por exemplo, servidores, tablets, computadores, laptops e qualquer outro hardware utilizado por usuários) para os sistemas de provedores e vice-versa por meio da Internet. Os usuários podem acessar os serviços em nuvem usando apenas um computador com sistema operacional e conexão com a Internet ou rede privada virtual (VPN).

Todas as infraestruturas, plataformas, softwares ou tecnologias acessadas pelos usuários pela Internet, sem a necessidade de fazer download de nenhum outro software, podem ser considerados serviços de cloud computing, incluindo as soluções "como serviço" abaixo.

As soluções de infraestrutura como serviço (IaaS) oferecem aos usuários recursos de computação, rede e armazenamento.

As soluções de plataforma como serviço (PaaS) oferecem aos usuários uma plataforma na qual aplicações são executadas, além de toda a infraestrutura de TI necessária para que funcionem.

As soluções de software como serviço (SaaS) oferecem aos usuários essencialmente uma aplicação em nuvem, a plataforma de execução e a infraestrutura subjacente.

As soluções de função como serviço (FaaS) são modelos de execução orientados a eventos que permitem aos desenvolvedores criar, executar e gerenciar pacotes de aplicações como se fossem funções, sem a necessidade de empregar esforços de manutenção da infraestrutura.

Algumas pessoas também consideram as próprias nuvens como serviços em nuvem. As nuvens são ambientes de TI que abstraem, agrupam e compartilham recursos escaláveis em uma rede. Elas viabilizam a cloud computing, que é a execução de cargas de trabalho dentro desse tipo de ambiente. As nuvens são um tipo de PaaS, já que o usuário não é o responsável por entregar a infraestrutura subjacente em que a plataforma baseada na web é oferecida.

Nuvens privadas podem ser definidas como um ambiente de nuvem dedicado ao usuário final, normalmente protegido pelo firewall do usuário e às vezes localizado on-premise.

Nuvens públicas são ambientes de nuvem criados a partir de recursos sem um proprietário, como um usuário final, que podem ser redistribuídos para outros locatários.

Nuvens híbridas são vários ambientes de nuvem com algum grau de portabilidade de cargas de trabalho, orquestração e gerenciamento entre eles.

Multiclouds são sistemas de TI que incluem duas ou mais nuvens, públicas ou privadas, que podem ou não estar conectadas a uma rede.

Como todas as outras soluções de TI, os serviços em nuvem dependem de hardware e software. No entanto, diferentemente das soluções de hardware e software tradicionais, os usuários não precisam de nada mais além de um computador, uma conexão de rede e um sistema operacional para acessar os serviços desse tipo.

Ao fornecer aos usuários uma infraestrutura de nuvem, os provedores de serviços em nuvem separam os recursos de computação dos componentes de hardware. Por exemplo:

  • A capacidade de processamento é separada das unidades centrais de processamento (CPUs)

  • A memória ativa é separada dos chips de memória de acesso aleatório (RAM)
  • O processamento gráfico é separado das unidades de processamento gráfico (GPUs)
  • Disponibilidade de armazenamento de dados em datacenters ou discos rígidos

Normalmente, essa abstração é conseguida por meio da virtualização e das máquinas virtuais. Depois de separados, os componentes de armazenamento, computação e rede são entregues aos usuários por meio da Internet como uma infraestrutura, ou seja, uma IaaS. Esse tipo de serviço em nuvem resultou no surgimento do armazenamento em nuvem, que é usado para armazenar o big data como parte da tecnologia de Internet das Coisas (IoT). A RackSpace é um exemplo de provedor de IaaS.

Os provedores de serviços em nuvem também podem usar os recursos de hardware que possuem para criar plataformas em nuvem, que são ambientes online nos quais usuários podem desenvolver códigos ou executar aplicações. Criar uma plataforma em nuvem exige mais do que apenas abstrair os recursos computacionais dos componentes de hardware, como é feito no serviço de infraestrutura de nuvem. As plataformas em nuvem precisam de um grau maior de desenvolvimento para incorporar tecnologias como conteinerização, orquestração, interfaces de programação de aplicações (APIs), roteamento, segurança, gerenciamento e automação. O projeto da experiência de usuário (UX) também é um fator importante a considerar ao criar o esquema de navegação online.

As plataformas em nuvem são um tipo de PaaS. E quando os componentes de infraestrutura que compõem uma PaaS são altamente escaláveis e compartilháveis, a solução pode ser considerada uma nuvem. Os melhores exemplos de nuvens PaaS são as nuvens privadas gerenciadas e as nuvens públicas.

Provedores de nuvem pública

Os provedores de nuvem pública abstraem as próprias infraestruturas, plataformas ou aplicações do hardware que possuem, agrupam tudo em data lakes e os compartilham com muitos locatários. Eles também podem oferecer serviços de nuvem pública, como gerenciamento de API, sistemas operacionais baseados em nuvem ou bibliotecas de templates de desenvolvimento conhecidos como frameworks. Algumas nuvens públicas conhecidas são: Alibaba Cloud, Microsoft Azure, Google Cloud, Amazon Web Services (AWS) e IBM Cloud.

Nuvens privadas gerenciadas

Os provedores de nuvem privada, também conhecida como nuvem privada gerenciada, oferecem aos clientes uma nuvem que é implantada, configurada e gerenciada por terceiros. Essa é uma opção que auxilia as empresas com poucos funcionários ou com equipes de TI sem a qualificação necessária para oferecer infraestrutura e serviços de nuvem privada adequados aos usuários.

O último serviço em nuvem amplamente adotado é uma aplicação web completa, conhecida como software de nuvem ou SaaS. Esse tipo de solução exige o mais alto investimento em desenvolvimento porque o provedor de nuvem está literalmente oferecendo uma aplicação online aos clientes.

O software de nuvem pode ser entregue usando uma abordagem nativa em nuvem, que é uma arquitetura de aplicações que combina microsserviços pequenos, independentes e levemente acoplados. Vários microsserviços podem ser empacotados em containers Linux® individuais gerenciados por um mecanismo de orquestração de containers como Kubernetes ou Red Hat® OpenShift®. O produto final é um app em nuvem que pode ser otimizado pelo microsserviço sem afetar outros microsserviços que, juntos, compõem todo o app.

Outra linguagem de programação muito usada em soluções SaaS e apps online e mobile é a linguagem de marcação de hipertexto 5 (HTML5). Ela incorpora três linguagens de programação para criar apps que podem ser acessados em um navegador web.

  • HTML: adiciona conteúdo a web pages.
  • Folha de estilos em cascata (CSS): adiciona elementos de apresentação ao conteúdo de uma web page.
  • JavaScript: adiciona elementos interativos ao conteúdo de uma web page.

Porque não apenas damos acesso ao código-fonte como parte das nossas subscrições do tipo "como serviço", um benefício que poucos provedores de nuvem oferecem, mas também temos um conjunto de soluções open source que servem como base para todos os tipos de serviços em nuvem que você queira fornecer. 

Leia mais

Artigo

O que são serviços em nuvem?

Os serviços em nuvem consistem em infraestrutura, plataformas ou software hospedados por fornecedores terceirizados e disponibilizados aos usuários via Internet.

Artigo

O que são serviços de TI gerenciados?

Serviços gerenciados são uma forma de transferir tarefas gerais para um especialista, de modo a reduzir custos, melhorar a qualidade do serviço ou liberar equipes internas para que possam realizar tarefas específicas da sua empresa.

Artigo

O que é gerenciamento de nuvem?

Descubra mais sobre as características do gerenciamento de nuvem e como uma plataforma específica para essa finalidade pode ajudar sua empresa.

Leia mais sobre cloud computing

Soluções Red Hat

Red Hat Openstack Platform

Uma plataforma para virtualização de hardware que organiza esses recursos em nuvens.

Red Hat OpenShift

Uma plataforma empresarial de aplicações em container Kubernetes com um stack completo de operações automatizadas para gerenciar implantações de nuvem híbrida, multicloud e edge computing.

Red Hat Consulting

Os consultores estratégicos da Red Hat fornecem uma visão geral da sua organização, analisam os desafios e ajudam a superá-los com soluções abrangentes e econômicas.

Conteúdo adicional

Ebook

Ebook: Estratégia de nuvem híbrida para leigos

VÍDEO - THE SOURCE TV

O futuro da nuvem: a evolução das soluções cloud

Aprenda mais sobre a evolução e o futuro das soluções em nuvem com os especialistas da Red Hat

Ebook

Tecnologia nativa em nuvem e a nuvem híbrida: um guia estratégico

Treinamentos Red Hat

Treinamento gratuito

Red Hat OpenStack Technical Overview

  • A marca nominativa e o logotipo do OpenStack® são marcas registradas/marcas de serviço ou marcas comerciais/marcas de serviço da OpenStack Foundation nos Estados Unidos e em outros países, usadas com a permissão da OpenStack Foundation. Não temos afiliação, endosso ou patrocínio da OpenStack Foundation nem da comunidade OpenStack.

Illustration - mail

Quer receber mais conteúdo deste tipo?

Cadastre-se para receber a nossa newsletter Red Hat Shares.

Red Hat logo LinkedInYouTubeFacebookTwitter

Produtos

Ferramentas

Experimente, compre, venda

Comunicação

Sobre a Red Hat

A Red Hat é a líder mundial em soluções empresariais open source como Linux, nuvem, containers e Kubernetes. Fornecemos soluções robustas que facilitam o trabalho em diversas plataformas e ambientes, do datacenter principal até a borda da rede.

Assine nossa newsletter Red Hat Shares

Cadastre-se agora

Selecione um idioma

© 2022 Red Hat, Inc. Red Hat Summit