Multicloud

O que é multicloud?

Multicloud é uma abordagem composta por mais de um serviço e de um fornecedor de cloud —pública ou privada.

Por exemplo, sua empresa investe na expansão de uma infraestrutura de cloud. Você migrou de servidores bare-metal para cargas de trabalho baseadas em virtualização e, agora, está avaliando as opções de cloud pública para oferecer suporte a um aplicativo específico voltado para o cliente com altas taxas de uso variável.

Após algumas pesquisas, você encontrou um provedor de cloud pública que tem a combinação certa de contratos no nível de serviço (SLAs), protocolos de segurança e tempo de atividade para hospedar seu aplicativo personalizado. Você está satisfeito com a sua escolha.

No entanto, eventualmente, os clientes começam a pedir recursos que só estão disponíveis por meio de um aplicativo proprietário do fornecedor. A integração desses recursos ao seu aplicativo personalizado exige que você não só compre o aplicativo do fornecedor, como também hospede-o na cloud pública proprietária dele. Ou seja, uma solução que possibilita que os dois aplicativos tenham escalabilidade com a demanda.

Agora, você tem uma multicloud.


Por que adotar várias clouds?

Não há uma solução perfeita

Talvez você encontre a solução de cloud perfeita para um aspecto da sua empresa. Por exemplo, uma cloud proprietária adequada para hospedar um aplicativo proprietário, uma cloud acessível e perfeita para arquivar registros públicos ou uma outra que tenha escalabilidade ampla para hospedar sistemas com altas taxas de uso variáveis, mas não há uma única cloud que seja capaz de oferecer tudo isso. (Ou, melhor ainda, não há uma única cloud capaz de oferecer tudo isso com perfeição.)

Proximidade

Para reduzir os baixos tempos de resposta para usuários da cloud que estão a milhas de distância da empresa, algumas cargas de trabalho poderiam ser hospedadas por provedores de cloud regionais que operam com maior proximidade dos usuários. Com essa solução, a empresa pode manter a alta disponibilidade e aderir às leis de soberania de dados (protocolos que sujeitam os dados a regulamentações do país em que os dados estão localizados).

Shadow IT

A shadow IT está se tornando uma realidade que contribui para que as empresas adotem as multiclouds. O hardware ou software implantado independentemente da equipe central de TI pode se tornar grande o suficiente para exigir mais supervisão. Nesse momento, talvez não seja possível fazer migração da infraestrutura e dos dados para um sistema de preferência (vamos imaginar que estamos falando sobre clouds públicas nesse caso). Essa implantação da shadow IT é apenas agregada como parte das clouds existentes da empresa, o que cria uma multicloud.

Failover

Com os ambientes de multicloud, as empresas conseguem diminuir ou evitar as interrupções. Igual a uma solução de failover, a multicloud permite que as empresas tenham um backup dos dados, fluxos de trabalho e sistemas altamente escaláveis e disponíveis para se (ou quando, de acordo com a Lei de Murphy) a sua cloud principal ficar inativa.


Qual é a diferença entre a multicloud e a cloud híbrida?

A multicloud se refere à presença de mais de uma implantação de cloud do mesmo tipo (pública ou privada), originada de diferentes fornecedores. A cloud híbrida se refere à presença de vários tipos de implantação (pública e privada) com alguma forma de integração ou orquestração entre elas.

Uma abordagem de multicloud pode envolver dois ambientes de cloud pública ou privada. Uma abordagem de cloud híbrida pode envolver um ambiente de cloud pública e outro de cloud privada com infraestrutura (auxiliada pelas interfaces de programação de aplicativos, middleware ou containers) que facilita a portabilidade da carga de trabalho.

Essas abordagens de cloud não são mutuamente exclusivas: é possível ter ambas, simultaneamente. Na verdade, como as empresas buscam aprimorar a segurança e o desempenho por meio de um portfólio ampliado de ambientes, essa prática tem se tornado cada vez mais comum.


Gerenciamento e automação de ambientes multicloud

A TI está se tornando cada vez mais dinâmica com base na infraestrutura virtual, tanto on-premise quanto off-premise. Isso apresenta uma complexidade significativa em relação ao autosserviço, à governança, à conformidade, ao gerenciamento de recursos, aos controles financeiros e ao planejamento de capacidade. Com as ferramentas de gerenciamento e automação, é possível ter maior visibilidade e supervisão entre diferentes recursos.

A automação tem sido usada de forma discreta nas empresas, com diferentes ferramentas, usadas por equipes distintas para domínios de gerenciamento individuais. No entanto, as tecnologias de automação atuais (como o Red Hat® Ansible Automation) são capazes de automatizar recursos em ambientes diferentes. A adição de recursos de automação modernos aos ambientes multicloud limita a complexidade do ambiente, além de aprimorar a segurança da carga de trabalho e o desempenho dos aplicativos tradicionais e nativos da cloud.


Multicloud e containers

Os containers Linux® oferecem às empresas mais opções ao escolher os fornecedores de cloud pública. Devido à capacidade dos containers de empacotar e isolar os aplicativos com todo o ambiente de execução, os usuários podem migrar o aplicativo em container entre as clouds, mantendo todas as funcionalidades. Com isso, as empresas têm a liberdade de escolher provedores de cloud pública com base em padrões universais (por exemplo, tempo de operação, espaço de armazenamento e custos), sem se preocupar se terão ou não o suporte para sua carga de trabalho devido a restrições proprietárias.

Essa portabilidade é facilitada pelos microsserviços, uma abordagem de arquitetura no desenvolvimento de softwares que permite que os aplicativos sejam desmembrados em componentes menores e independentes uns dos outros. Assim, os containers se tornam ideais para a execução de aplicativos baseados em microsserviços.


Multicloud e open source

Com a multicloud, as empresas evitam os problemas de dependência de único fornecedor. A disseminação de cargas de trabalho por vários fornecedores de cloud oferece às empresas a flexibilidade de usar (ou parar de usar) uma cloud quando quiserem. Não há nenhum problema em ter várias clouds (na realdade, isso é algo positivo), e o software open source amplifica esse benefício. Com a implantação de containers como parte de uma abordagem de multicloud, as empresas têm a habilidade de abstrair e migrar cargas de trabalho usando uma base consistente. A experiência parece muito com a de uma única plataforma, independentemente de quantos ambientes estão sendo usados.

Em resumo: containers + multiclouds = liberdade.

Everything you need to manage multicloud environments

Red Hat Cloudforms

A management and operations platform that unifies hybrid cloud and multicloud environments.

Red Hat Ansible Automation

A simple IT automation technology with hundreds of playbooks that help you provision cloud management processes.

There’s a lot more to do with clouds