Português
Português
Pesquisar
Log in / Register

Organização Mundial da Saúde adota tecnologias open source para atender profissionais da saúde

Residência virtual do Red Hat Open Innovation Labs ajuda a líder internacional em saúde pública a criar plataforma DevOps para contínua inovação aberta

SÃO PAULO, BRASIL -

A Red Hat, Inc., líder global no fornecimento de soluções open source, anunciou hoje que está trabalhando com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a agência da Organização das Nações Unidas responsável pela saúde pública em nível internacional, a criar uma infraestrutura de desenvolvimento open source para dar apoio ao desenvolvimento da Learning Experience Platform (LXP) da Academia da OMS, o novo centro de treinamentos de última geração criado pela organização.

Trabalhar com o Red Hat Open Innovation Labs forneceu uma abordagem mais flexível e responsiva para criar soluções usando tecnologias open source.

Bernardo Mariano
chief information officer e diretor de Saúde Digital da Organização Mundial da Saúde

A colaboração usou práticas de desenvolvimento modernas do Red Hat Open Innovation Labs, Open Practice Library, e tecnologias open source dos projetos comunitários da Red Hat. A OMS construiu uma plataforma DevOps escalável e mais flexível para ajudar com atividades como gerenciamento, construção de testes, análise de códigos e visualização de dados para permitir um acesso mais rápido a conhecimentos relevantes para o setor de saúde e para reduzir a desinformação.

Necessidade global de informação

Com dados sobre o COVID-19 atualizados quase diariamente, os profissionais de saúde precisam estar a par das informações mais recentes e precisas. A entrega rápida das informações está se tornando um fator crucial e a OMS percebeu que precisava melhorar suas habilidades digitais para atender às necessidades dos trabalhadores de saúde do mundo todo, que estavam mudando rapidamente. A OMS reconheceu a necessidade de acelerar a disseminação dos conhecimentos e evidências mais recentes sobre saúde e evidências para médicos, formuladores de políticas e sua própria equipe, trabalhando junto com a Red Hat para criar novas práticas.

Velocidade e precisão através de uma abordagem aberta

A nova plataforma DevOps da OMS endereça a capacidade de responder aos atuais desafios, tais como combater a desinformação, assim como ter acesso à capacidades adicionais para estabelecer uma plataforma com uma nova experiência de aprendizado. A OMS também buscou lançar as bases para um modelo de dados abertos que pode atender às futuras necessidades de profissionais de saúde, incluindo a oferta de experiências de aprendizado mais personalizadas.

Durante uma residência virtual de oito semanas com o Red Hat Open Innovation Labs, a equipe da OMS trabalhou colaborativamente com especialistas da Red Hat. O Red Hat Open Innovation Labs visa ajudar organizações a integrar pessoas, práticas e tecnologias para aumentar a agilidade no desenvolvimento de software e produtos, catalisar inovação e solucionar desafios internos em um ritmo acelerado.

Como parte da iniciativa, a equipe de Gerenciamento de Informação e Tecnologia da OMS se envolveu com a adoção da metodologia ágil, desenvolvimento de produtos desenvolvimento de produto enxuto e práticas DevOps, em paralelo à atual abordagem mais tradicional de gerenciamento de projetos. Estas mudanças culturais visavam aumentar a capacidade de adaptação às necessidades, que estão mudando constante, e tornar a plataforma DevOps da OMS mais escalável para demandas atuais e futuras. As habilidades e ferramentas obtidas com o engajamento no Red Hat Open Innovation Labs ajudou a lançar as bases para a solução de aprendizado que não é relacionada à uma única pessoa ou tecnologia. Em vez disso, a equipe da OMS agora tem o conhecimento holístico e a proficiência para gerenciar sua nova plataforma e processos internamente daqui para frente.

Trabalhando para não deixar ninguém para trás por meio da inclusão digital

Desde o início, a OMS estava determinada a construir a plataforma usando tecnologia open source. Alinhado a seus princípios, o open source permite colaboração, acessibilidade e economia, em particular para países de baixa e média renda.

A nova LXP será executada inteiramente com tecnologias de nuvem híbrida, dando à OMS uma plataforma escalável, flexível e mais segura. O Red Hat OpenShift fornece a base nativa em cloud, um ambiente simplificado para construir e implantar aplicações containerizadas e funcionalidades para avaliar métricas de aplicações. O Red Hat CodeReady Workspaces também está sendo usado para fornecer aos desenvolvedores da LXP uma base de desenvolvimento Kubernetes rápida e confiável. Ao basear a LXP em uma estrutura de tecnologia aberta, a OMS está agora melhor preparada para adotar novas arquiteturas e aplicações de forma iterativa e incremental, gerando valor em tempo real para profissionais de saúde do mundo todo. Além disso, como uma plataforma Kubernetes  agnóstica em relação à cloud, o Red Hat OpenShift permite que a OMS escale a LXP à medida que a demanda cresça, sem depender de qualquer fornecedor de cloud em particular.

Citações de apoio

Hans Roth, vice-presidente sênior e gerente-geral de Serviços Globais da Red Hat

“A Organização Mundial da Saúde tem pavimentado o caminho há muito tempo quando se trata de soluções inovadoras de para recursos de saúde pública. Foi uma honra trabalhar com a OMS para desenvolver uma plataforma open source que tem o potencial de moldar a forma como o mundo responde não somente à crise da COVID, mas à futuras adversidades sanitárias. Com a ajuda do Red Hat Open Innovation Labs, a OMS rompeu tradicionais barreiras de TI, substituindo-as por práticas DevOps e solucionando desafios através da colaboração, trabalho duro e pensamento inovador. Por fim, com o apoio da Red Hat, a agência criou uma robusta plataforma DevOps que pode prover conhecimento para profissionais de saúde ao redor do mundo. ”

Bernardo Mariano, chief information officer e diretor de Saúde Digital da Organização Mundial da Saúde

“Trabalhar com o Red Hat Open Innovation Labs forneceu uma abordagem mais flexível e responsiva para criar soluções usando tecnologias open source. Nós pudemos construir uma plataforma DevOps que não apenas entrega informações relevantes e oportunas sobre a COVID e conhecimento para profissionais de saúde de todo o mundo, mas que também pode escalar para se adaptar às futuras necessidades.”

Recursos adicionais

Conecte-se com a Red Hat

  • About Red Hat
  • A Red Hat é a líder global no fornecimento de soluções empresariais open source e usa uma abordagem de parceria com as comunidades para entregar tecnologias Linux, de cloud híbrida, de containers e Kubernetes confiáveis e de alta performance. A Red Hat ajuda os clientes a integrar aplicações de TI existentes e novas, desenvolver aplicações nativas em cloud, padronizar com nosso sistema operacional líder no setor e automatizar, proteger e gerenciar ambientes complexos. Premiados serviços de suporte, treinamento e consultoria tornam a Red Hat uma confiável assessora das empresas da Fortune 500. Como parceira estratégica para fornecedores de cloud, integradores de sistemas, fornecedores de aplicações, clientes e comunidades open source, a Red Hat pode ajudar as organizações a se preparar para o futuro digital.



  • Forward-Looking Statements
  • Certos comunicados contidos neste release podem se encaixar na definição de “comunicados prospectivos” na Lei de Reforma de Litígios de Valores Mobiliários Privados de 1995. Comunicados prospectivos fornecem expectativas sobre eventos futuros baseadas em certas suposições e incluem quaisquer declarações que não se relacionam diretamente a qualquer fato histórico ou atual. Os resultados reais podem diferir significativamente daqueles indicados por tais declarações prospectivas. As declarações prospectivas incluídas neste release representam a visão da companhia na data de divulgação deste release e esta visão pode mudar. No entanto, embora a Companhia ou sua controladora, International Business Machines Corporation (NYSE:IBM), possam escolher atualizar estes comunicados prospectivos em algum momento no futuro, a companhia se abstém especificamente de qualquer obrigação de fazê-lo. Estes comunicados prospectivos não devem ser considerados como representantes das opiniões da companhia em qualquer data subsequente à data de publicação deste release.

    ###

    Red Hat, o logo da Red Hat e OpenShift são marcas comerciais ou marcas comerciais registradas da Red Hat, Inc. ou de suas subsidiárias nos EUA e em outros países