Neste post:

  • Visão geral dos casos de uso compatíveis com o Ansible no RHEL

  • Diferenças entre Ansible Engine e Ansible Core

  • Veja como migrar para o Ansible Core e informações sobre como usar o Ansible no RHEL 7


Se você usa o conteúdo do Ansible no Red Hat Enterprise Linux (RHEL), deve saber que mudanças importantes serão lançadas no RHEL 8.6 e 9.0. Se você estiver usando o Ansible Engine no RHEL, serão necessárias etapas adicionais para realizar o upgrade do RHEL 8.5 para o RHEL 8.6. 

Os clientes do RHEL 7 e RHEL 8.0-8.5 têm acesso a um repositório separado do Ansible Engine. No RHEL 8.6 e 9.0, os clientes terão acesso ao Ansible Core, que será incluído no repositório do AppStream correspondente. A migração para o Ansible Core no RHEL está sendo feita para se adaptar às mudanças no projeto do Ansible. Para obter mais informações sobre essas alterações, consulte estes posts:

Este post apresentará uma visão geral dos casos de uso compatíveis com o Ansible no RHEL, a diferença entre o Ansible Engine e o Ansible Core, como migrar para o Ansible Core e informações sobre como usar o Ansible no RHEL 7.

Quais são os casos de uso compatíveis com o Ansible no RHEL?

O Ansible é fornecido aos clientes do RHEL para que eles possam usar o conteúdo de automação fornecido no RHEL, como funções do sistema do RHEL, conteúdo de gerenciamento de identidades do Ansible, playbooks de correção do Insights e conteúdo do Ansible gerado pelo console web. Os detalhes do escopo limitado do suporte para o Ansible Engine (RHEL 7, RHEL 8.0-8.5) e o Ansible Core (RHEL 8.6 e RHEL 9.0) estão documentados nestes artigos:

O conteúdo de automação incluído neste escopo limitado de suporte inclui:

  • Funções do sistema do RHEL

    • Funções principais do sistema do RHEL, incluídas no pacote rhel-system-roles

    • Funções de sistema para SAP, incluídas no pacote rhel-system-roles-sap (requer subscrição do RHEL para soluções SAP)

    • Função do Microsoft SQL Server incluída no pacote ansible-collection-microsoft-sql

    • Módulos do Ansible da IPMI incluídos no pacote ansible-collection-redhat-rhel_mgmt

  • Conteúdo de gerenciamento de identidades do Ansible incluído no pacote ansible-freeipa

  • O Insights gerou playbooks para correção, incluindo casos de uso de segurança, aplicação de patches e configuração

  • Conteúdo do Performance Co-Pilot (PCP) do Ansible (incluído no pacote ansible-pcp)

  • Conteúdo do Ansible gerado pelo console web

O uso do Ansible Engine ou do Ansible Core em outros casos de uso, como com conteúdo personalizado ou de terceiros, não é permitido sem uma subscrição do Red Hat Ansible Automation Platform.

Os playbooks de correção do Ansible OpenSCAP podem não funcionar corretamente com o Ansible Core no RHEL 8.6 e 9.0. Se a correção do Ansible OpenSCAP for necessária, recomendamos usar o Insights Compliance com a correção do Insights por meio do conector da Red Hat. O Red Hat Connector no RHEL 9.0 e 8.6 está sendo planejado para incluir os módulos do Ansible necessários para permitir que os playbooks de correção funcionem com o Ansible Core. 

Qual é a diferença entre Ansible Engine e Ansible Core?

Como observado anteriormente, o RHEL 8.6 e o RHEL 9.0 introduzirão o Ansible Core (pacote ansible-core) para substituir o Ansible Engine (pacote ansible). O Ansible Core fornece um número significativamente menor de módulos e plug-ins do Ansible do que o Ansible Engine.

O Ansible Engine contém aproximadamente 3.387 módulos, enquanto o Ansible Core contém aproximadamente 127 módulos. Há também uma série de filtros que não estão mais incluídos no Ansible Core, como json_query, ipaddr e outros.

O conteúdo do Ansible compatível com o RHEL está em processo de atualização para ser compatível com o Ansible Core. Portanto, se você estiver usando um conteúdo compatível com o RHEL, não terá problema na migração para o Ansible Core.

O conteúdo personalizado ou de terceiros do Ansible pode não funcionar corretamente com o Ansible Core. Entre em contato com a equipe de contas da Red Hat para discutir opções, incluindo uma subscrição do Ansible Automation Platform.

Como migrar do Ansible Engine para o Ansible Core?

O Ansible Engine não estará disponível no RHEL 9. Portanto, se você estiver instalando um novo sistema RHEL 9, poderá instalar o Ansible Core a partir do repositório do AppStream com o comando dnf install ansible-core. Para ver mais informações, consulte Uso do Ansible no RHEL 9.

Se você tiver sistemas do RHEL 8.0-8.5 com o Ansible Engine instalado, serão necessárias etapas adicionais após o upgrade para o RHEL 8.6 a fim de migrar os sistemas do Ansible Engine para o Ansible Core. Para mais informações, consulte Uso do Ansible no RHEL 8.6 e versões posteriores.

O repositório do Ansible Engine ainda está disponível no RHEL 8.6, mas não receberá atualizações de segurança ou de correção de bugs após 29 de setembro de 2023. Além disso, talvez não seja compatível com o conteúdo de automação do Ansible no RHEL 8.6 e versões posteriores. 

Uso do Ansible no RHEL 7

O Ansible Core não estará disponível no RHEL 7. Os clientes podem continuar usando o Ansible Engine 2.9 no RHEL 7.9, no escopo limitado, até 29 de setembro de 2023. Após essa data, o Ansible Engine não receberá atualizações de segurança ou de correção de bugs. 

Os clientes que usam funções do sistema do RHEL ou conteúdo de gerenciamento de identidades do Ansible podem usar um nó de controle do RHEL 8.6, ou RHEL 9.0 com o Ansible Core para gerenciar os nós do RHEL 7 após 29 de setembro de 2023. 

Os playbooks de correção do Insights não serão mais compatíveis com o RHEL 7 após 29 de setembro de 2023. 

Conclusão

Bom, esta foi uma visão geral das alterações do Ansible que estão chegando ao RHEL. Se você estiver usando o RHEL 8, certifique-se de seguir as etapas para migrar do Ansible Engine para o Ansible Core após realizar upgrade para o RHEL 8.6. Para mais informações sobre as funções de sistema do RHEL, consulte nossa Introdução às funções de sistema do RHEL e fique de olho na série Funções de sistema do RHEL.


About the author

Brian Smith is a Product Manager at Red Hat focused on RHEL automation and management.  He has been at Red Hat since 2018, previously working with Public Sector customers as a Technical Account Manager (TAM).  

Read full bio