Caso de sucesso

BBVA cria uma plataforma de cloud totalmente automatizada para oferecer suporte aprimorado aos clientes

Informações gerais

Setor: serviços financeiros
Região: Europa, Oriente Médio e África
Sede: Madri, Espanha
Porte da empresa: mais de 130 mil funcionários

Queremos sair à frente da concorrência trabalhando com as melhores plataformas, parceiros e funcionários. Ser uma empresa com muitos anos de história não é garantia de sucesso. É essencial para nossa organização se adaptar rapidamente à transformação digital. O momento é agora! Amanhã pode ser tarde demais.

JOSÉ MARÍA RUESTA, CHEFE GLOBAL DE INFRAESTRUTURA, SERVIÇOS E SISTEMAS ABERTOS, BBVA

Sobre a empresa

O BBVA é um grupo global de serviços financeiros com sede em Madri, na Espanha. Ele trabalha em mais de 30 países para mais de 72 milhões de clientes. A empresa precisava atualizar sua tecnologia para oferecer suporte aprimorado à transformação digital. O BBVA usou as soluções Red Hat® para criar uma plataforma de cloud global totalmente automatizada, com recursos de autosserviço e orientada por dados. Com essa nova plataforma, a empresa espera reduzir custos, aumentar a eficiência, fornecer análises melhores e, principalmente, garantir uma experiência aprimorada aos clientes.

Ganhador do Red Hat Innovation Award 2018

BBVA cria plataforma de cloud global para fornecer serviços digitais aos clientes

O BBVA atualizou seus sistemas de TI com a Red Hat para oferecer suporte a transações digitais, proporcionando serviços financeiros mais rápidos e melhores aos clientes.

O caminho para o sucesso

Desafio: atualizar os sistemas de TI para oferecer suporte à transformação digital

O BBVA está empenhado na transformação digital. Ao oferecer aos clientes um site atualizado e novas aplicações mobile, a empresa atende às demandas por serviços online com sucesso. Na verdade, em 2017, a app da empresa foi nomeada a melhor aplicação bancária mobile do mundo pela Forrester Research.[1] No entanto, essa nova funcionalidade aumentou a carga sobre os sistemas de back-end do BBVA. Para atender a essa demanda adicional, o BBVA precisava atualizar o ambiente de TI. “Antes, usávamos modelos de crescimento vertical”, disse José María Ruesta, chefe global de infraestrutura, serviços e sistemas abertos do BBVA. “Sabemos que é necessário adotar um modelo de crescimento horizontal para atender às necessidades dos clientes que se conectam e exigem funcionalidades ininterruptas em qualquer lugar do planeta.”

[1] Forrester Research, “Global Mobile Banking Benchmark, 2017”. 13 de julho de 2017. https://www.forrester.com/report/Global+Mobile+Banking+Benchmark+2017/-/E-RES137691#

Solução: criar uma plataforma de cloud global

Para oferecer o suporte necessário às transações digitais, o BBVA usou as soluções open source da Red Hat para criar uma plataforma de cloud global. Ela é totalmente automatizada, oferece recursos de autosserviço e é orientada por dados. Ela combina dados em tempo real e em lotes. A plataforma é compatível com as cargas de trabalho existentes e críticas para os negócios, como novos contratos de cartão de crédito, reivindicações, empréstimos e hipotecas. “Queremos sair à frente da concorrência trabalhando com as melhores plataformas, parceiros e funcionários”, disse José. “Ser uma empresa com muitos anos de história não é garantia de sucesso. É essencial para nossa organização se adaptar rapidamente à transformação digital. O momento é agora! Amanhã pode ser tarde demais.”

Resultados: proporcionar uma experiência aprimorada aos clientes

O BBVA espera reduzir os custos da empresa e dos clientes com a nova solução, além de aumentar a eficiência e ter visibilidade aprimorada para realizar melhorias proativas nos serviços. Em geral, a nova plataforma garante uma experiência aprimorada aos clientes. “Acreditamos que a tecnologia da Red Hat facilitará a inovação no BBVA, possibilitando que os engenheiros acelerem a transformação dos processos para que sejam mais digitais, automáticos e convenientes para os clientes. Tudo isso, com mais eficiência, é claro”, disse Raquel Martín, chefe global de arquitetura de processos de negócios e tecnologia de inteligência artificial do BBVA. Além disso, como a plataforma é global, os desenvolvedores implantam códigos com facilidade em diferentes regiões, o que acelera o time to market. “Agora, os desenvolvedores não precisam se preocupar com o tamanho do servidor para executar aplicações”, disse Raquel. “Eles só precisam apertar um botão.”

Queremos passar pela transformação digital com um parceiro que nos ajude a criar a plataforma necessária, compartilhando códigos, informações e ideias. O open source implica no uso de padrões comuns que garantem a estabilidade da plataforma.

JOSÉ MARÍA RUESTA, CHEFE GLOBAL DE INFRAESTRUTURA, SERVIÇOS E SISTEMAS ABERTOS, BBVA
A marca nominativa e o logotipo OpenStack, em conjunto ou separados, são marcas comerciais ou registradas da OpenStack Foundation nos Estados Unidos e em outros países, usadas com a permissão da OpenStack Foundation. A Red Hat, Inc. não é afiliada, endossada ou patrocinada pela OpenStack Foundation ou pela comunidade OpenStack.