Pesquisar

Português

Português

Login

Login/Registre-se

Websites

Integração

Por que escolher a Red Hat para a integração ágil?

Porque não basta inovar

É claro que fornecer produtos inovadores continuamente é o segredo para se manter competitivo nos mercados digitais. Mas de que adianta criar novas aplicações, se elas não estiverem bem conectadas ao restante da sua tecnologia legada? E mais: quanto tempo levará para que qualquer valor real seja agregado aos negócios se a integração dessa nova aplicação à arquitetura atual demorar meses ou anos?

Graças aos métodos Agile e ao DevOps, às automações de CI/CD e todos os outros termos populares da TI, os dias de desenvolvimento cascata são coisa do passado. Mas, esse aumento na produtividade dos desenvolvedores não é o final dessa história. A inovação requer integração a uma velocidade que corresponda às práticas de desenvolvimento atuais.

A Red Hat acredita que uma arquitetura de integração iterativa e distribuída (em vez de uma centralizada e em silo) aumenta a agilidade da sua infraestrutura, e não apenas do desenvolvimento de aplicações. Em que isso implica exatamente? Uma estrutura arquitetônica que alinhe microsserviços em containers, cloud híbrida e interfaces de programação de aplicações (APIs) às práticas Agile e DevOps já bem conhecidas pelos desenvolvedores.


Usar ou não usar o ESB? Eis a questão...

O barramento de serviços corporativos (ESB) representava uma inovação em relação às poucas conexões ponto a ponto (P2P) e hub-and-spoke disponíveis. No entanto, ele era destinado a infraestruturas rígidas em silo. Essa abordagem tradicional de integração, baseada em equipes centralizadas controlando tecnologias monolíticas, pode impedir o desenvolvimento e utilidade em longo prazo de aplicações mais novas e distribuídas. Os ESBs oferecem benefícios como a priorização da segurança e a integridade dos dados. No entanto, também dependem de uma única equipe para definir as integrações de toda a empresa. Além disso, eles representam um único ponto de falha na arquitetura de integração.

Na verdade, as arquiteturas atuais de aplicações nativas em cloud levemente acopladas e desenvolvidas com métodos Agile e DevOps precisam de uma abordagem de integração igualmente ágil e escalável. É necessário que essas novas aplicações se conectem entre si e sejam capazes de acessar os dados e aplicações legadas. A Red Hat oferece suporte a essas duas necessidades de negócios. Fornecemos plataformas de integração e software de gerenciamento para que você conecte com rapidez microsserviços e tecnologias legadas em ambientes de cloud híbrida. Chamamos essa abordagem de "integração ágil".


O que é a integração ágil?

Na visão da Red Hat, a integração ágil é uma combinação de tecnologias de integração, técnicas de entrega ágil e plataformas nativas em cloud para aumentar a rapidez e a segurança na entrega de software. Especificamente, a integração ágil envolve a implantação de tecnologias de integração, como APIs, em containers Linux e a expansão de funções de integração entre equipes interfuncionais.

Nesse framework, é possível desenvolver e integrar microsserviços com rapidez. Com integrações desenvolvidas no Red Hat® Fuse e APIs gerenciadas pelo Red Hat 3scale API Management, você essencialmente insere microsserviços na arquitetura atual de forma otimizada. Assim, eles começam a agregar valor para usuários internos e externos com rapidez. Para compartilhar dados na infraestrutura, o Red Hat AMQ facilita a mensageria com alta capacidade e baixa latência. Ao atualizar ou remover serviços, não há mais o risco de interromper toda a aplicação. Isso acontece porque as arquiteturas levemente acopladas conectadas por processos de integração ágil têm maior tolerância a falhas.

Resumindo, a integração ágil é responsável pela transformação da integração corporativa, desde cada problema a ser superado a uma plataforma de escalabilidade elástica em serviços descentralizados.

Caso de sucesso

UPS otimiza o rastreamento e a entrega de encomendas com a Red Hat

Problema: a UPS, uma empresa líder mundial no setor de logística, queria otimizar as operações de acompanhamento e entrega de encomendas usando uma nova plataforma de aplicações, batizada de Center Inside Planning and Execution System (CIPE). Além disso, a empresa queria adotar uma abordagem mais ágil e colaborativa de DevOps, bem como implantar uma tecnologia para oferecer suporte ao novo método de trabalho e às novas funcionalidades do CIPE. "Decidimos abandonar as tecnologias antigas e migrar para a cloud. Nosso objetivo era tomar decisões melhores usando análise de big data em tempo real", disse Rich West, gerente sênior de desenvolvimento de aplicações da UPS.

Solução: após chegar à conclusão de que a tecnologia de containers seria a melhor para atender às necessidades da empresa por fluxos de trabalhos ágeis e baseados em cloud, a UPS avaliou várias soluções. A empresa optou por criar o novo ambiente de aplicações com a tecnologia open source corporativa da Red Hat. Além disso, a UPS buscou a ajuda da Red Hat Consulting para planejar e implantar o CIPE. "A equipe da Red Hat treinou rapidamente nossos desenvolvedores para o uso da tecnologia da plataforma de containers", disse Stacie Morgan, gerente sênior de desenvolvimento de aplicações da UPS. "Conseguimos iniciar a primeira iteração da aplicação do site em três meses. Foi a primeira vez que criamos uma plataforma com tanta rapidez."

Insights e inovações estão ocorrendo em uma velocidade nunca vista. Este é um ótimo momento para a UPS. As tecnologias da Red Hat desempenharam um papel fundamental na nossa jornada.

Nick Costides
Presidente de tecnologia da informação, UPS

Soluções de integração ágil da Red Hat

Plataforma

O Red Hat Fuse é uma plataforma de integração distribuída com opções de implantação autônoma, em cloud e iPaaS. Com o Fuse, os especialistas em integração, desenvolvedores de aplicações e usuários de negócios podem criar soluções conectadas de maneira independente, no ambiente que desejarem. Essa plataforma unificada permite aos usuários colaborar, acessar recursos de autosserviço e aplicar governança.

Plataforma

O Red Hat 3scale API Management facilita o compartilhamento, segurança, distribuição, controle e monetização das APIs. Ele é uma plataforma de infraestrutura criada para oferecer desempenho, controle do cliente e crescimento futuro. É possível implementar os componentes do 3scale on-premise, em cloud ou em ambientes híbridos.

Sistemas de mensageria

O Red Hat AMQ é baseado em comunidades open source, como Apache ActiveMQ e Apache Kafka. Essa é uma plataforma de sistemas de mensageria flexível que fornece informações de forma confiável, permitindo a integração em tempo real e a conexão à Internet das Coisas (IoT).

Continue explorando a integração com a Red Hat