TÓPICO

Introdução à arquitetura de microsserviços

A abordagem tradicional para a criação de aplicações é monolítica, ou seja, todas as partes implantáveis estão contidas na própria aplicação. Isso gera desvantagens: quanto maior a aplicação, mais difícil se torna solucionar problemas e mais lenta é a inclusão de novas funcionalidades. Adotar uma abordagem baseada em microsserviços para a criação de aplicações é a solução, além de fomentar o desenvolvimento e acelerar a responsividade.

O que são os microsserviços?

Os microsserviços são uma arquitetura e uma abordagem para projetar software. Com eles, as aplicações são desmembradas em componentes mínimos e independentes. Diferente da abordagem tradicional monolítica na qual toda a aplicação é criada como um único bloco, microsserviços são componentes separados que juntam para realizar as mesmas tarefas. Cada um dos componentes ou processos é um microsserviço. Essa filosofia de desenvolvimento de software valoriza a granularidade, a leveza e a habilidade de compartilhar processos semelhantes entre várias aplicações. Trata-se de um componente indispensável para a otimização do desenvolvimento de aplicações para um modelo nativo em cloud.


Mas, você deve estar se perguntando qual a vantagem em usar uma infraestrutura baseada em microsserviços. A resposta está na rapidez com que a solução permite entregar software com qualidade. Isso é possível com a adoção dos microsserviços, mas não é só isso. Não basta apenas desmembrar aplicações em microsserviços. É necessário gerenciá-los e orquestrá-los e também é preciso saber lidar com os dados gerados e modificados por eles.

Desvende o potencial dos microsserviços

Comparados às aplicações monolíticas, os microsserviços são muito mais fáceis de criar, testar, implantar e atualizar. Isso significa que os seus negócios reagem mais rapidamente às novas demandas, em vez de ficarem presos no "corredor da morte" do desenvolvimento de software tradicional. Além disso, os microsserviços permitem que diferentes áreas da equipe de desenvolvimento trabalhem de maneira ágil e simultânea nos produtos, disponibilizando imediatamente soluções valiosas para os clientes.

Conheça o básico sobre os microsserviços, descubra os prós e os contras e confira nossa oferta de treinamento sob demanda para aprender a construir uma arquitetura baseada em microsserviços.

Why microservices

Como os microsserviços transformam a integração de aplicações?

Para que uma arquitetura de microsserviços seja aplicada funcionalmente, os serviços precisam solicitar constantemente dados de outros serviços, através de um sistema de mensageria. Criar uma camada de malha de serviços em uma aplicação simplifica a comunicação intraserviços. Mas, a arquitetura de microsserviços pode ter que ser integrada a aplicações legadas e a outras fontes de dados.

Se sua arquitetura for distribuída, mas sua integração ainda depende de uma única equipe gerenciando a tecnologia centralizadamente, como um Enterprise Service Bus (ESB), não será possível alcançar as metas da sua empresa para a implantação de microsserviços.

Essa é a integração ágil: uma abordagem de conexão de recursos que combina tecnologias de integração, técnicas de entrega ágil e plataformas nativas em cloud para aumentar a rapidez e a segurança na entrega de software.

Por que adotar microsserviços com a Red Hat?

A tecnologia da Red Hat faz muito mais do que desmembrar aplicações monolíticas em microsserviços. Nossas soluções ajudam você a gerenciá-los, orquestrá-los e a processar os dados gerados modificados por eles. Viabilizamos o desenvolvimento contínuo e a implantação de microsserviços, facilitando a integração e o gerenciamento. O resultado é uma solução de microsserviços compatível com a implantação de código ponta a ponta e que incentiva a comunicação e a colaboração entre as equipes de entrega.

Você não precisa reformular totalmente os sistemas existentes para obter benefícios concretos. Com a tecnologia open source, padrões abertos e nossa vasta experiência, ajudamos você a encontrar a melhor solução para sua organização.

Qual a relação com os containers Linux?

Os containers Linux oferecem às aplicações baseadas em microsserviços uma unidade de implantação e um ambiente de execução autônomo ideais. Com microsserviços em containers, é possível aproveitar ao máximo o hardware e orquestrar serviços com facilidade, incluindo os recursos de armazenamento, sistema de rede e segurança.

É por isso que a Cloud Native Computing Foundation afirma que os microsserviços e os containers são a base do desenvolvimento de aplicações nativas em cloud. O ponto de partida é usar microsserviços em containers, essa é a chave para viabilizar o desenvolvimento mais rápido e facilitar a transformação e a otimização das aplicações existentes.

 
Containers

Descubra mais sobre os microsserviços

Whitepaper

Microsserviços: um design aperfeiçoado de arquitetura

Webinar

Webinar: Desenvolvimento de microsserviços Apache Camel com Kubernetes, Docker e Maven

Vídeo

Microsserviços X arquiteturas orientadas a serviços

Blog

Um caminho incremental para os microsserviços

Tudo o que você precisa para começar a adotar os microsserviços

Serviços

Acelere seu próximo projeto de desenvolvimento de aplicações. Nossos especialistas ajudam a sua equipe a maximizar o uso de tecnologias open source inovadoras, criar protótipos e a solucionar até os desafios mais complexos.

Plataforma

Execute microsserviços em uma plataforma de containers baseada em cloud e voltada para desenvolvedores, que proporciona integração contínua com orquestração corporativa por meio de Kubernetes.

Middleware

Integre aplicações baseadas em microsserviços, dados, serviços e dispositivos com uma plataforma intuitiva, flexível e robusta.

Middleware

Gerencie as várias APIs do seu ambiente baseado em microsserviços para obter a visibilidade e o controle necessários à criação e à manutenção de sistemas de TI mais flexíveis.

Middleware

Disponha de um grupo de projetos e serviços de uso amigável e comuns, essenciais para desenvolvedores de aplicações.

Isso é só o começo. Saiba ainda mais sobre os microsserviços e o que a Red Hat pode fazer por você.