Account Login
Illustration of man and women working on their laptops side by side
Jump to section

Por que escolher a Red Hat para DevSecOps?

Copiar URL

Muitas organizações se concentram no pipeline de aplicações apenas ao implementar o DevSecOps, mas outras áreas também devem ser consideradas. O DevSecOps com soluções Red Hat® vai além de ajudar as organizações com o pipeline de aplicações em um ambiente de containers. Ele também ajuda a criar, implantar e executar aplicações usando práticas DevSecOps, tanto em ambientes tradicionais quanto em containers, para resolver problemas de segurança e vulnerabilidades no início do ciclo de vida de aplicações e infraestrutura.

A Red Hat e nosso ecossistema de parceiros de segurança trazem uma abordagem abrangente do DevSecOps para ajudar as organizações a continuar inovando sem comprometer a segurança. Temos o know-how, a capacidade e um portfólio robusto para criar, implantar e executar em nuvem híbrida aberta aplicações com foco em segurança, ajudando as organizações em qualquer ponto de sua jornada do DevSecOps.

    Evento virtual

    Aprenda com especialistas no Virtual Red Hat Security Symposium

    O DevSecOps é um projeto complexo, especialmente com as mudanças e o crescimento contínuos das ferramentas de DevOps e do processo de DevOps em geral. Há medidas adicionais que viabilizam o DevSecOps para tecnologias e segurança de software e possibilitam sua escala com o uso de containers, Kubernetes e serviços em nuvem pública para desenvolver aplicações modernas.

    As equipes de desenvolvimento e operações precisam tornar a segurança das informações parte integral do ciclo de vida de aplicações e infraestrutura desde o início – incluindo o Kubernetes e os containers. Os membros da equipe precisam proteger a infraestrutura de TI essencial e os dados confidenciais, além de desenvolver e executar aplicações com foco na segurança e acompanhar as mudanças.

    O DevSecOps ajuda as equipes de TI e segurança a resolver problemas de segurança com pessoas, processos e tecnologias. Isso proporciona mais velocidade e eficiência, menos risco e consistência, repetibilidade e colaboração aprimoradas. Mais especificamente, o DevSecOps pode ajudar a:

    • Melhorar a segurança e a minimizar os riscos removendo mais vulnerabilidades de segurança no início do desenvolvimento de aplicações e do ciclo de vida da infraestrutura para evitar potenciais problemas de produção.
    • Aprimorar a eficiência e a velocidade dos ciclos de lançamento do DevOps removendo ferramentas e práticas de segurança legadas, além de usar automação e padronização em uma cadeia de ferramentas e implementar infraestrutura código e conformidade como código para obter repetibilidade e consistência em um processo de desenvolvimento aprimorado.
    • Reduzir os riscos e aumentar a visibilidade, implementando barreiras de segurança no início do desenvolvimento de aplicações e do ciclo de vida da infraestrutura para diminuir a possibilidade de erro humano e melhorar a segurança, conformidade, previsibilidade e repetibilidade, evitando as preocupações com auditoria.

    Uma implementação bem-sucedida do DevSecOps começa antes do pipeline da aplicação. O primeiro passo é verificar se as aplicações e a infraestrutura estão sendo executadas em um software com ferramentas e funcionalidades de segurança integradas. Além disso, é preciso implementar uma estratégia de automação consistente em toda a organização para obter maior controle dos ambientes, um elemento essencial do processo do DevSecOps.

    A automação pode ajudar a desenvolver aplicações com foco na segurança e a adotar práticas de DevSecOps no início do desenvolvimento e do ciclo de vida da infraestrutura.

    A maioria das organizações se concentram no pipeline de aplicações ao implementar o DevSecOps, mas outras áreas também devem ser consideradas. A Red Hat e nosso ecossistema de parceiros de segurança podem ajudar as organizações a projetar, criar, implantar e executar aplicações com foco na segurança usando práticas do DevSecOps, tanto em ambientes tradicionais quanto de containers.

    Ajudamos os clientes em qualquer ponto da jornada do DevSecOps. Usando o modelo de maturidade do DevSecOps abaixo, os clientes podem determinar onde estão na jornada:

    • Iniciante: tudo é manual– da criação à implementação das aplicações. As equipes de segurança, operações de TI, desenvolvimento de aplicações e infraestrutura estão em silos e há pouca colaboração entre as equipes.
    • Intermediário: existe padronização em alguns tipos de cadeia de ferramentas para viabilizar coisas como infraestrutura como código, segurança como código e conformidade como código, usando a automação de uma maneira consistente em toda a organização.
    • Avançado: a infraestrutura e o desenvolvimento de aplicações são automatizados e, agora, o objetivo da organização é melhorar os processos, incluindo os de desenvolvimento, escala da automação existente e implementação do DevSecOps em escala com uso de tecnologias como containers, Kubernetes e serviços em nuvem pública. A organização implanta aplicações em escala em um ambiente dinâmico para obter entrega contínua de software por meio de técnicas avançadas de implantação, autosserviço e dimensionamento automático.
    • Especialista: a organização alcançou um ponto em que tudo prioriza a interface de programação de aplicações (API) em um ambiente nativo em nuvem. Ela considera usar ou usa modelos de tecnologia como serverless e microsserviços, e recorre à inteligência artificial e ao machine learning para tomar decisões sobre desenvolvimento de aplicações e testes de segurança.

    Com os recursos de segurança que oferecemos no nosso portifólio open source, fica mais fácil para equipes de desenvolvedores, arquitetos, operadores de TI e segurança implementarem segurança em camadas no início do desenvolvimento de aplicações, do ciclo de vida de infraestrutura e no stack do DevSecOps. Fazemos isso de algumas formas:

    Segurança estrutural para o DevSecOps

    Oferecemos segurança estrutural com o Red Hat Enterprise Linux® (RHEL). Nele, as organizações podem executar aplicações nativas em nuvem existentes em ambientes bare-metal, virtual, de container e de nuvem, com consistência. O RHEL oferece importantes tecnologias de isolamento de segurança, criptografia forte, gerenciamento de acesso e identidade, segurança na cadeia de suprimentos do software e certificações de segurança com as validações independentes obrigatórias para fluxos de trabalho do DevSecOps.

    Tecnologias open source executadas usando o RHEL, como Red Hat OpenShift®, Red Hat OpenStack® Platform e Red Hat Data Services, herdam os benefícios de segurança fundamentais do RHEL.

    Padronização de fluxos de trabalho e processos com automação de TI

    Ferramentas, práticas e processos diferentes do DevSecOps podem impedir a colaboração, a visibilidade e a produtividade, além de aumentar o risco de erro humano. A automação de operações de ciclo de vida oferece a oportunidade ideal de criar frameworks, fluxos de trabalho e processos consistentes e repetíveis que simplificam as interações entre as equipes de desenvolvimento de software, infraestrutura de TI e segurança.

    Usando uma linguagem única e legível, o Red Hat Ansible® Automation Platform oferece uma base de automação unificada e simplificada que promove colaboração, transparência e consistência em todos os aspectos de seu ambiente de TI, de aplicações e segurança até redes e infraestrutura.

    DevSecOps em escala, com containers, Kubernetes e serviços de aplicações

    Com o OpenShift, as organizações podem criar, implantar, executar e gerenciar em escala aplicações nativas em nuvem com foco em segurança. Especificamente, o OpenShift Platform Plus utiliza a plataforma central e inclui Red Hat Advanced Cluster Security for Kubernetes, Red Hat Advanced Cluster Management for Kubernetes e Red Hat Quay.

    Com essas tecnologias, as organizações podem incorporar verificações de segurança nos pipelines de integração e entrega contínuas (CI/CD), para oferecer aos desenvolvedores proteções automatizadas em fluxos de trabalho existentes, proteger a infraestrutura de Kubernetes e as cargas de trabalho de configurações incorretas e sem conformidades e implementar detecção e resposta a ameaças no ambiente de execução.

    O OpenShift Platform Plus foi criado com base em operações e segurança automatizados em todo o stack, oferecendo uma experiência consistente em todos os ambientes. A otimização ajuda a melhorar a produtividade do desenvolvedor e os processos de desenvolvimento, assegurando que toda a cadeia de suprimentos do software esteja em conformidade e tenha foco na segurança. As equipes de operações, desenvolvimento e segurança usam o OpenShift Platform Plus para trabalharem juntas com mais eficiência e movimentar ideias do desenvolvimento à produção. Com isso, elas conseguem alcançar um desenvolvimento de aplicações nativo em nuvem moderno.

    As versões, pipelines e GitOps do Red Hat OpenShift incluídos com o OpenShift, oferecem os componentes necessários para executar versões do código-fonte e empacotamento de aplicações no OpenShift. Elas também oferecem um framework flexível para incluir tarefas de segurança no pipeline de CI/CD.

    O Red Hat Application Services oferece uma ampla gama de recursos de segurança de aplicações prontos para uso, como protocolos padrão do setor (por exemplo, OAuth/OpenID, JWT Tokens), single sign-on (SSO, login único) e gerenciamento de identidade, controle de acesso baseado em função (RBAC), autenticação de clusters e criptografia no cluster. 

    O Red Hat CodeReady Workspaces oferece ao desenvolvedor espaços de trabalho hospedados restritos que são viabilizados pelos recursos de segurança do OpenShift, mantendo o código-fonte e os ambientes fora dos computadores locais. Além disso, agora as equipes de TI têm controle de quais ferramentas e imagens de container são usadas pelas equipes de desenvolvimento que criam as aplicações. Em muitos casos, as mesmas imagens de container que executam aplicações em um ambiente de produção podem ser usadas para desenvolvimento, aplicando os padrões de segurança completos da organização.

    O Red Hat CodeReady Dependency Analytics ajuda os desenvolvedores a identificar problemas de dependência no início do ciclo de vida de desenvolvimento de aplicações e atualizar para os pacotes recomendados com as atualizações de segurança apropriadas. Isso é feito em parceria com a Snyk para oferecer verificação de dependência às linguagens de programação Java, JavaScript, Python e Go.

    Nosso ecossistema de parceiros de segurança ajuda os clientes a ampliar e melhorar os recursos para proteger suas aplicações e infraestrutura, usando práticas do DevSecOps. Ao combinar nossos serviços e portfólio com esse ecossistema, os clientes resolvem os principais problemas de segurança, como:

    • Conformidade e governança 
    • Gerenciamento de identidade e acesso
    • Gerenciamento de configuração e vulnerabilidades
    • Segurança da plataforma
    • Controles de rede
    • Controles de dados
    • Controles de segurança
    • Análise e proteção do ambiente de execução
    • Monitoramento e geração de logs
    • Correção

    O Red Hat Services pode ajudar a traduzir seus investimentos em tecnologia em resultados de negócios mensuráveis e significativos. De cultura e processos empresarias a treinamento e certificação, podemos ajudar você a iniciar sua jornada do DevSecOps.

    Leia mais

    Artigo

    O que é segurança de containers?

    Conheça a segurança de containers e como implementá- la em sua empresa.

    Blog

    O estado da segurança do Kubernetes

    Veja como as empresas estão adotando Kubernetes, containers e tecnologias nativas em nuvem e enfrentando os desafios de proteger esses ambientes.

    Tópico

    Abordagem da Red Hat para a segurança em nuvem híbrida

    Veja como nossa abordagem em camadas com defesa em profundidade ajuda os clientes a implementar segurança em todo o stack de aplicações, infraestrutura e ciclo de vida.

    Continue sua jornada do DevSecOps

    Red Hat OpenShift

    Uma plataforma de aplicações em container Kubernetes para uso empresarial.

    Red Hat Ansible Automation Platform

    Uma plataforma para implementar a automação por toda a empresa, onde quer que ela esteja nesta jornada.

    Red Hat Application Services

    Um ambiente unificado para desenvolvimento, disponibilização, integração e automação de aplicações.

    Uma solução empresarial de segurança em containers nativa do Kubernetes que viabiliza a criação, a implantação e a execução segura de aplicações nativas em nuvem.

    Illustration - mail

    Quer receber mais conteúdo deste tipo?

    Cadastre-se para receber a nossa newsletter Red Hat Shares.